O Lar Segundo o Coração de Deus

J. S. Macedo

 

“Visto que o crente não pertence a si mesmo, mas foi comprado por preço, seu alvo é glorificar a Deus, em todos os relacionamentos da vida. Não importa a posição social que ele ocupa ou mesmo o que ele é, o crente tem de servir como uma testemunha de Cristo. Juntamente com a igreja de Deus, o lar do crente deve ser a esfera de sua mais evidente dedicação a Deus. Todas as realizações no lar têm de estampar o selo da divina chamada do crente, e todos os seus afazeres devem ser dispostos de tal modo, que todas as pessoas vindas ao seu lar percebam que Deus está ali!” – (A. W. Pink).

 

O mundo pode ter lindas casas, mas somente o crente fiel pode ter um lar segundo o coração de Deus, contudo, ele não o constrói por suas próprias virtudes pessoais, mas puramente colocando-se dentro da vontade e direção dAquele que o criou. Deus é o inventor e construtor do lar: E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele. Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne” - (Gn 2:18,24).“E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra – (Gn 1:28).”

 

Um lar segundo o coração de Deus há de ter uma boa e sólida estrutura, e isso implica em posições bem definidas, como o apóstolo Paulo diz:“quero que saibais que Cristo é a cabeça de todo o homem, e o homem a cabeça da mulher; e Deus a cabeça de Cristo – (1Co 11:3).” Portanto, sobretudo está Deus, depois Cristo, depois o homem, depois a mulher, depois os filhos, depois a igreja, e, em tudo está o Espírito Santo. Entretanto, posição não é simplesmente uma questão de privilégio, mas de grandes responsabilidades práticas.

 

O ministério do homem em consonância com a edificação de um lar segundo o coração de Deus, resume-se basicamente em ser um protetor fiel de sua amada esposa e filhos. Deus o incumbiu de ser a cabeça da mulher no momento que fizeram os votos matrimonias, portanto, precisa desincumbir de forma prática e dinâmica o seu papel de líder no lar, tanto no que diz respeito às coisas simples da vida como no que diz respeito às coisas mais sublimes e espirituais. “Marido de uma só mulher (1Tm 3:2),” “Vós, maridos, amai as vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela (Ef 5:25),” “dando honra à mulher como vaso mais fraco, como sendo vós os seus co-herdeiros da graça da vida (1Pd 3:7).” “Tendo seus filhos em sujeição, com toda modéstia (1Tm 3:4).” Ainda existem muitas outras coisas importantes na vida de um homem, mas, depois de Deus no céu, sobretudo estará a sua esposa.

 

A mulher, por sua vez, existe para ser uma “auxiliadora idônea do seu marido (Gn 2:18),” e “mãe dos seus filhos (Gn 1:28, 1Tm 2:15),” ela foi criada para estar ao seu lado, desincumbindo de forma virtuosa a sua missão de ajudadora, estimulando o seu líder através da sua submissão voluntária e respeito a ele, “De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres estejam em tudo sujeitas a seus maridos ...e a mulher reverencie o marido - (Ef 5:24,33).” Por conseguinte, depois de Deus no céu, o seu marido é a pessoa mais importante em sua vida. Colocar os filhos ou qualquer outra coisa antes do marido, é como colocar a carroça na frente dos cavalos. Lembre-se que os seus filhos vêm e vão, mas o seu marido permanecerá para sempre ao seu lado e ainda será uma só carne contigo.  

 

Um lar segundo o coração de Deus é edificado quando os cônjuges se amam visivelmente e amam a seus filhos de forma prática, dando-lhes boa doutrina e um bom exemplo de vida. “Agora, pois, temei ao SENHOR, e servi-o com sinceridade e com verdade... Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao SENHOR, escolhei hoje a quem sirvais... porém eu e a minha casa serviremos ao SENHOR - (Josué 24:14).” Ela é o espelho da sua vida espiritual, o perfeito reflexo do seu andar com Deus; é a sua religião expressa e o seu coração exposto de forma transparente.

 

 “Amarás, pois, o SENHOR teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças. E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te - (Dt 6:5-7).” Portanto, antes do amor e das palavras de Deus penetrar no coração dos seus filhos, a muito devem estar no teu coração. Você pode fazer-se eloqüente em dizer aos seus filhos que Jesus é a prioridade na vida, mas se eles não verem essa verdade de forma clara e transparente na sua própria vida, as suas palavras parecerão fingidas e ocas.    

 

Às vezes as pessoas se perguntam: Como será a igreja na próxima geração? Ora, a resposta é bastante simples: Olhem para o seu lar, especialmente para os seus filhos, a igreja será tão forte ou fraca como a instrução que eles têm recebido. Como certa vez alguém disse: “Assim como vai o lar, assim vai a igreja, e assim vai a nação”. 

 

“Abrirei a minha boca numa parábola; falarei enigmas da antiguidade. Os quais temos ouvido e sabido, e nossos pais no-los têm contado. Não os encobriremos aos seus filhos, mostrando à geração futura os louvores do SENHOR, assim como a sua força e as maravilhas que fez. Porque ele estabeleceu um testemunho em Jacó, e pôs uma lei em Israel, a qual deu aos nossos pais para que a fizessem conhecer a seus filhos; Para que a geração vindoura a soubesse, os filhos que nascessem, os quais se levantassem e a contassem a seus filhos; Para que pusessem em Deus a sua esperança, e se não esquecessem das obras de Deus, mas guardassem os seus mandamentos - (Sl 78:2-7).”

 

“Os filhos são mensagens vivas que enviamos a um tempo que não veremos”- (Neil Postman).

 

“Eis que os filhos são herança do SENHOR, e o fruto do ventre o seu galardão. Como flechas na mão de um homem poderoso, assim são os filhos da mocidade - (Sl 127:3-4).

 

“Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele - (Pv 22:6).” 

O desejo do nosso coração para com os nossos filhos deve ser semelhante ao de Paulo para com os crentes da Gálacia, os quais ele chamou de “meus filhinhos, por quem de novo, sinto as dores de parto, até que Cristo seja formado em vós - (Gl 4:19).” John  Geree escreveu a respeito de um pai tipicamente Puritano, em 1646: “Ele se esforça para que a sua família se torne uma igreja, tanto no que se refere às pessoas como as práticas, admitindo ali somente alguém que teme ao Senhor, e empenha-se para que os nascidos em seu lar sejam também nascidos de novo”. Para os Puritanos: “A família é o seminário da igreja e do Estado, e se os filhos não forem bem instruídos ali, todas as outras coisas fracassarão”. Portanto: “Mantenha o governo de Deus em seu lar. Famílias santas têm de ser os principais preservadores dos interesses do cristianismo no mundo”. O grande reformador francês J. H. Merle d’Aubigne apresentou este desafio: “Meus irmãos, existe no coração de vocês algum altar dedicado ao Deus vivo e verdadeiro? Vocês são templo de Deus? O Espírito de Deus habita ali? Se não existe um altar erigido a Deus na alma, não pode haver nenhum altar no lar de vocês” – (Redescobrindo o Tesouro Perdido do Culto Familiar, por Jerry Marcellino).  

 

Os Judeus piedosos dizem que se todas as sinagogas fossem destruídas a religião continuaria firme em seus lares.

 

E nós, que faremos? “Assim diz o SENHOR: Põe em ordem a tua casa - (2Rs 20:1b).” “Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel - (1Tm 5:8)”.

 

O lar tem uma missão celestial a ser posta em prática aqui na terra, e parece-nos uma missão impossível, mas como alguém outrora disse: “Quando um coração deseja, encontra milhares de maneiras, mas, quando não deseja, encontra milhares de desculpas”. Que o Senhor Deus nos dê um coração amoroso, sábio, disposto, corajoso e temente, para pormos em ordem a nossa casa, a fim de que o nosso lar venha ser segundo o coração de Deus, de tal modo, que todas as pessoas vindas a ele percebam que Deus está ali.  À glória da majestade de Deus, em nome do Senhor Jesus! Amém

Autor: Irmão Jonas S Macedo
Fonte: www.PalavraPrudente.com.br/bataguassu