"O TÚMULO VAZIO"

C. D. Cole

"Ele ressuscitou, não está mais aqui; vede o lugar onde o tinham posto", Marcos 16:6.

Todas as religiões giram em torno de túmulos. Mas só um tem a porta completamente aberta; há só um túmulo vazio. Um muçulmano disse certa vez a um missionário: "Nós, muçulmanos, temos uma coisa que vocês cristãos não tem, um túmulo, ao qual podemos ir visitar e chorar". "É mesmo", o missionário replicou: "Nós temos um túmulo também, mas está vazio, nosso Salvador está vivo".

Este túmulo vazio faz toda a diferença entre a Cristandade e as demais religiões. A Cristandade tem um Fundador e Salvador vivo! Todas as outras religiões tem fundadores mortos e nenhum Salvador.

Nós, cristãos, seguimos um Homem. Isaías fala sobre Ele: "E será aquele Varão como um esconderijo contra o vento, e um refúgio contra a tempestade, com ribeiros de águas em lugares secos, e como a sombra de uma grande rocha em terra sedenta", Isaías 32 2. O mesmo profeta fala de todos os outros homens ao dizer: "Deixai-vos pois do homem cujo fôlego está no nariz; porque em que se deve ele estimar?" Isaías 2:22. Achamos fé e esperança num Homem: O Homem chamado Jesus Cristo. Mas Ele é mais do que um homem; é o Deus-Homem. Tão Deus quanto homem e tão homem quanto Deus. Tão Deus como se nunca tivesse se tornado Homem. Ele era Deus antes de ser Homem e ainda continuou Deus após ter se tornado Homem. Cristo foi crucificado porque disse ser Deus.

Jesus Cristo foi e é uma Pessoa única. Ninguém jamais existiu antes do nascimento, mas Ele é o Filho Eterno de Deus. Ninguém nasceu igual a Ele: de uma virgem, sem pai humano; ninguém viveu como Ele, sem pecado; ninguém morreu igual a Ele, dando Sua vida por vontade própria; ninguém saiu do túmulo igual a Ele e também ninguém subiu ao céu como Jesus o fez.

Ele existiu desde a eternidade, mas como homem viajou muito pouco, quase nunca saindo dos limites da Palestina. Nunca dirigiu um culto em sufrágio do homem, mas era o ungido de Deus, o Cristo de Deus, que veio para salvar o homem pecador. Jesus nunca escreveu um livro, porém muitos tem sido escritos sobre Ele, mais do que sobre qualquer outra pessoa. Nunca construiu nenhum templo, mas muitas casas de adoração tem sido construídas para Ele, mais do que para qualquer outra pessoa. Jesus fez uma coisa que atraiu a atenção do mundo inteiro, Ele ressuscitou dentre os mortos. Sem esta única coisa, tudo o que tivesse feito seria inútil e logo esquecido. Sem esta única coisa a Cristandade não teria nada mais do que uma relíquia morta do passado. E esta única coisa foi que ele ressuscitou, tomou de volta a vida que havia dado no Calvário. O túmulo vazio foi a seqüência abençoada do Calvário.

O FATO DO TÚMULO VAZIO

"Ele ressuscitou, não está mais aqui", foram as palavras do anjo.

Nenhum evento na história tem sido melhor autenticado do que o túmulo vazio de Cristo. Ele não foi negado, nem mesmo pelos inimigos de nosso Senhor. O problema nunca foi sobre o túmulo vazio, mas em como ficou assim. Que corpo de Jesus tinha sido colocado no túmulo de José de Arimatéia, jamais foi questionado, nem o fato de Seu corpo não ter ficado no túmulo.

Os inimigos de Cristo estavam determinados a que Seu túmulo não ficasse vazio. Não iriam arriscar, por isso o túmulo foi selado com o selo romano e uma guarda de soldados colocada lá, para impedí-lo de se tornar vazio. Os discípulos não esperavam que isto acontecesse, mas Seus inimigos se lembravam de que Ele havia dito: "Depois de três dias ressuscitarei". Por isso pediram a Pilatos que o túmulo fosse bem guardado, a fim de que Seus discípulos não roubassem o corpo e dissessem depois que Ele havia ressuscitado. Apesar de Cristo ter falado tanto sobre Sua morte e ressurreição, nenhum dos discípulos esperava encontrar o túmulo vazio. As três mulheres foram lá, bem cedinho, para ungir Seu corpo, não para dar a notícia de um túmulo vazio. Maria Madalena, a primeira a chegar, voltou correndo para avisar Pedro e João: "Tiraram do sepulcro o Senhor e não sabemos onde o puseram", João 20:2. Pedro e João correram ao sepulcro e encontraram o lenço e os lençóis bem arrumados, mas Jesus não estava lá. Maria Madalena ficou algum tempo mais, do lado de fora do sepulcro, e quando os dois anjos perguntaram porque estava chorando, repetiu a mesma coisa que havia dito aos apóstolos. "Porque levaram o meu Senhor e não sei onde o puseram", João 20:13. Neste instante ao virar-se ela viu Jesus. Por um momento não O reconheceu, pensando ser o jardineiro. Porém quando Ele a chamou pelo nome, reconheceu-O e exclamou: "Raboni", que quer dizer Mestre. O fato do túmulo vazio não convenceu os discípulos de que Ele havia ressuscitado. Precisavam de mais do que isto. Tinham que ver Jesus pessoalmente, antes de crerem que Ele estava vivo.

A EXPLICAÇÃO DO TÚMULO VAZIO

:Ele ressuscitou, não está mais aqui". Só duas teorias tentaram explicar o porque do túmulo vazio nos dias primitivos. Uma foi o testemunho dos anjos, crido pelos discípulos quando viram Jesus com seus próprios olhos; a outra, o testemunho dos Seus inimigos quando disseram que os discípulos haviam roubado o corpo e escondido. Uma foi o depoimento de testemunhas oculares; a outra o de soldados comprados, para que dissessem que estavam dormindo quando os discípulos vieram roubar o corpo. A escolha está entre o que os discípulos viram, estando bem acordados, e o que os soldados disseram que tinham visto, dormindo.

A explicação óbvia para o túmulo vazio é que Cristo fez o que disse que faria: ressuscitar ao terceiro dia. Ele mostrou que estava vivo com muitas provas infalíveis, sendo visto por Seus discípulos durante um período de quarenta dias. Jesus falou e comeu com eles, comissionando-os para o futuro trabalho a ser feito. Paulo diz que pelo menos 500 irmãos O viram na mesma hora. E o próprio Paulo ficou convencido de que Ele estava vivo, ao vê-lo no caminho de Damasco. A melhor testemunha é ocular.

Todos os discípulos tiveram que ver Jesus vivo antes de crerem. Tomé não estava junto com os outros quando Jesus apareceu no primeiro domingo. E quando lhe disseram que tinham visto o Senhor, ele disse que teria de colocar o dedo nas marcas dos pregos em Suas mãos e tocar no ferimento do lado, feito pela espada, antes de crer em tal coisa. Por isso, no domingo seguinte, Tomé estava com os outros quando Cristo chegou e lhe disse: "Põe aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos; e chega a tua mão, e mete-a no meu lado", João 20:25. Ao ver Jesus, Tomé exclamou Senhor meu, e Deus meu!"

A IMPORTÂNCIA DO TÚMULO VAZIO

"E, se Cristo não ressuscitou logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé"", 1 Coríntios 1514.

Esse túmulo vazio foi a coisa mais revolucionária já acontecida na história do mundo. Este túmulo vazio amedrontou Seus inimigos e deu esperança nova a Seus discípulos. Este túmulo vazio fez covardes, em homens de coragem. Esse túmulo vazio fez com que os discípulos abandonassem seus barcos de pesca, pela segunda vez, para se tornarem pescadores de homens

Por causa de Sua ressurreição, Jesus Cristo é agora o ponto central na linha do tempo (a C. e d. C.). Por causa do túmulo vazio, Seu nome sai dos lábios de milhões de pessoas cada dia. Alguns o pronunciam com adoração, outros de um modo profano. Mas Jesus de Nazaré não é ignorado. Dia após dia, milhões de cartas serão datadas como testemunhas para Ele. Cada documento legal em forma de nota, hipoteca ou escritura será um testemunho silencioso para Ele. Toda a história foi cortada ao meio por Seu nascimento, e tudo isto por causa do poder de Sua ressurreição. A Cristandade repousa sobre um túmulo vazio. Se um certo túmulo não tivesse ficado vazio e da maneira certa, pela ressurreição de Cristo, a religião que professamos não seria melhor do que nenhuma outra. Este túmulo vazio significa o seguinte:

1. UM SALVADOR VIVO. Nenhum outro tipo de Salvador é bom. Jesus pode salvar, até o fim, todo o que vier Paulo diz: "E, se Cristo não ressuscitou logo e vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé", 1 Coríntios 15:14. Em 1 Coríntios 15.18 diz: "E ainda mais; os que dormiram em Cristo estão perdidos". A mera fé não vai salvar ninguém; é preciso que seja fé na Pessoa certa. E a Pessoa certa em quem devemos confiar é Cristo que deu Sua vida e depois tomou-a de novo. Cristo é o Salvador Poderoso, porque é o Salvador vivo. Fé forte numa pessoa morta é vã, enquanto que fé fraca no Salvador vivo é a fé que salva. Não somos salvos pela força da nossa fé, mas pela força de Cristo, que é o objeto da nossa fé.

2. SANTOS VIVOS. "Porque eu vivo vós também vivereis", João 14:19. O crente tem vida eterna em Cristo. Não há doença no corpo que possa afetar este tipo de vida que temos em Cristo. A vida eterna não está sujeita aos ataques cardíacos nem qualquer outra moléstia que afete o corpo. Como poderia ser vida eterna se morresse?

Nossos entes queridos em Cristo, cujos corpos estão no cemitério, não estão mortos. Estão tão vivos quanto nós. Estão presentes pessoalmente diante dAquele que é a vida. Tudo é vida onde Cristo está, por isso aquela é a terra dos vivos. Enquanto permanecermos neste corpo, estaremos na terra dos mortos.

3. UMA ESPERANÇA VIVA. Ouçam o que Pedro diz: "Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua grande misericórdia nos gerou de novo para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo, dentre os mortos", 1 Pedro 1:3. Quando Jesus morreu os discípulos se desesperaram. A esperança que tinha sumiu. A causa fundada por Jesus foi desertada, e eles voltaram a pescar com seus barcos e redes. Mas ao verem Jesus estava vivo, a esperança retornou e eles se tornaram novos homens - homens de coragem e atividade.

A ressurreição de Cristo deve manter viva nossa esperança e vibrante com santa atividade. Não somos seguidores de um Salvador impotente nem morto. Não somos representantes de uma causa perdida, nem de uma igreja morta. As portas do inferno não prevalecerão contra a igreja de Cristo.

4. A PROMESSA E GARANTIA DE OUTROS TÚMULOS VAZIOS. Em Sua ressurreição Cristo tornou-Se as primícias dos que dormem. Sua ressurreição foi uma promessa para nossa ressurreição. A ciência pode nos mostrar a diferença entre uma coisa plantada e o que será ao nascer. Plantamos um galho e colhemos uma rosa. Plantamos uma sementinha e nos sentamos à sombra de uma árvore. Isto é a natureza em ação. Mas nossa ressurreição não será a natureza em ação e sim, Cristo em ação. Não há vida no corpo, quando enterrado no chão. Nada, a não ser um milagre, pode tirar nosso corpo do túmulo.

A ciência tem um campo limitado no qual pode operar. Há muitas coisas sobre as quais a ciência se cala - ficando tão muda quanto um poste. A ciência não pode nos dizer o que é certo e o que é errado. A ciência não pode nos dizer que tipo de Ser é Deus. A ciência pode dissecar um corpo, mas não pode nos dizer se temos alma ou não. Para coisas que precisamos saber mais, somos silenciados pela Bíblia, como a revelação Divina. A Bíblia não contradiz a verdadeira ciência; ela entra em um plano onde a ciência não pode andar nem agir.

A doutrina básica do comunismo é chamada materialismo dialético. Nada existe, a não ser a matéria. O homem não é nada mais que matéria - não há nada sobre o homem que não possa ser examinado num laboratório. O cérebro segrega pensamentos do mesmo jeito que o fígado segrega bile. O único coração que o homem tem é o órgão físico. Mas a Bíblia diz que o homem tem um coração e uma alma que não pode ser colocados num túmulo. Jesus disse: "E não temais que matam o corpo, e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo", Mateus 1028.

Paulo disse a Agripa. "Por que se julga incrível entre vós que Deus ressuscite os mortos?" Atos 26:8. O crente enfrenta o fato que não há nada, na lei da natureza que possa tirar um corpo do túmulo, mas ele tem a segurança de que Cristo saiu do túmulo e que, quando Ele voltar a esta terra, Seus seguidores serão arrebatados, em seus corpos, para se encontrarem com Ele nos ares. E tudo isto é conhecimento de fé e não conhecimento científico.

 

Fonte: http://br.geocities.com/batistacatanduva


Mensagem oferecida pela

PRIMEIRA IGREJA BATISTA DO JARDIM DAS OLIVEIRAS

Rua Dr. João Maciel Filho, 207: 60.821-500 Fortaleza, CE

Pastor David Zuhars

Fonte: www.Palavraprudente.com.br/batistacatanduva