Cap 03 - Eclesiologia Batista

Como Surgiram os Batista Bíblicos

Pr Anísio Gomes

Como Batistas Bíblicos, cremos que a história da Igreja do Senhor Jesus Cristo tem seu início com o próprio Senhor e Salvador Jesus Cristo durante o seu ministério terreno, quando chamou os doze discípulos (Mt. 10:1-6). Queremos, portanto abrir este artigo reafirmando a nossa convicção a respeito da veracidade das Escrituras no assunto continuidade da Igreja do Senhor registrada em Mateus 16:18 (?... e sobre esta pedra edificarei a minha igreja e as portas do inferno não prevalecerão contra ela."). Cremos que a Igreja do Senhor é Batista, Local e Visível, tendo como sua finalidade maior a glorificação a Deus, conforme registrada em Efésios 3:21 (?A esse glória na igreja, por Jesus Cristo, em todas as gerações, para todo o sempre. Amém."), onde também podemos perceber a continuidade deste modelo criado pelo próprio Senhor em todas as gerações. Pode ser surpresa para muitos protestantes, católicos e vários pseudobatistas contemporâneos a verdade histórica, que os batistas não são protestantes, portanto a nossa história nada tem haver com a história suja (com o nosso sangue) dos católicos e protestantes. Esta assertiva conta com abundantes evidências para afirmar que as igrejas de doutrinas neotestamentárias, conforme a doutrina batista, firmes nas essências da fé, conhecidas por vários nomes, existiram na Europa desde os dias dos apóstolos até a idade média. A confissão dos valdenses de 1120 é um exemplo de crença fundamental e batista durante aquela época.

A história também registra a perseguição sofrida por esse povo do !rastro de sangue? por parte do pseudocristianismo desde Constantino até os sanguinários reformadores, perseguição estas que ainda perdura por parte dos falsificadores da palavra de Deus. C. H. Spurgeon resumiu bem esta posição !acreditamos que os Batistas são os cristãos originais. Nossa existência não se iniciou com a reforma, nós fomos reformistas antes de Luther ou Calvino nascerem; nós nunca viemos da igreja de Roma, pois nela nunca estivemos, mas nós temos uma ligação ininterrupta aos apóstolos. Nós sempre existimos desde os dias de Cristo, e nossos princípios, algumas vezes são ignorados ou esquecidos, como um rio que tem que percorrer sob o chão por um curto período, têm tido sempre seguidores honestos e piedosos? (Metropolitan Baptist Tabernacle Pulpit, 1861,8.225)

Fomos chamados por vários nomes como: Donatistas, Novacianos, Paulicianos, Petrobrussianos, Cataros, Arnoldistas, Hussites, Valdenses, Lollardos e Anabatistas, e temos lutado pela pureza da Igreja e sua distinção, e pela separação do governo humano. Temos uma história cheia de grandes vultos completamente separados da sujeira de Roma. Na mesma hora que as igrejas erradas foram excluídas estes homens permaneceram fiéis à verdade dos séculos. Reitera Mr. Spurgeon, !às vezes, um historiador mal intencionado procura nos dar a idéia de que eles tivessem morrido, bem como o lobo tivesse feito seu trabalho na ovelha. Mas, eis somos nós abençoados e multiplicados? (Metropolitan Baptist Tabernacle Pulpit, 1881, p. 249)

Portanto refutamos qualquer tentativa de associação da história das igrejas Batistas locais e visíveis com a história da Babilônia Universal, seja visível (Católica) ou invisível (Protestante), a qual tem sua origem nas trevas satânicas. A Igreja fundada por Cristo não tem qualquer ligação histórica com tal sistema e não pode ter nenhuma ligação, pois não há comunhão entre Cristo e Belial já nos adverte a Bíblia em II Coríntios 6:15.

 

Autor: Pr Anísio Gomes
Fonte: www.PalavraPrudente.com.br