Cap 2 - Escatologia

Os “Últimos Dias”

Lição 2

Leitura: Atos 1.1-10

Versículo para Memorizar: Jo 12.28, “Pai, glorifica o teu nome. Então veio uma voz do céu que dizia: Já o tenho glorificado, e outra vez o glorificarei”

Introdução

Conforme a nossa leitura de hoje percebemos que Jesus não tratava o reino de Deus como algo necessário a ser conversado atrás de portas fechadas. Nos últimos 40 dias que o Salvador ressurrecto e glorificado ficou nessa terra falava “das coisas concernentes ao reino de Deus” (At 1.3). Todavia, quando a teologia e os teólogos querem ir além do que é revelado, é danoso e tolice. Com olhos ainda vendados os discípulos perguntaram algo que muitos indagam ainda hoje, ou seja, “o tempo” deste reino. Todavia, sabendo “o tempo” dos eventos não faria que eles fossem mais espirituais do que outros servos de Deus. Jesus, O Salvador, enfatizava algo melhor, ou seja, o próprio reino e o poder viver uma vida que testemunha de Cristo (At 1.3, 6-8). Esse poder é pelo Espírito Santo no Cristão obediente à Palavra de Deus. Está vivendo esta vida?

É supremamente mais importante conhecer Cristo como O Salvador dos pecadores e buscar a submeter-se a Ele como Senhor, do que poder decifrar os tempos da futura vinda deste Salvador como O Rei Justo. Estando em Cristo é o que determina a sua participação no reino seja qualquer que for o tempo da restauração do reino a Israel. Não contente-se em manejar fatos que para muitos são enigmas. Contenta-se em estar no reino pelo arrependimento e a fé no Rei vindouro, o Senhor e Salvador Jesus.

Conforme Jo 12.28, nosso versículo para a memorização, sabemos que Deus é sempre glorificado pela exaltação a Cristo. Portanto, enquanto procuramos entender os assuntos que englobam a escatologia, o melhor proveito será procurar e perceber a exaltação de Jesus Cristo. O resultado de conhecer melhor essas doutrinas das últimas coisas deve ser Cristãos confortados (I Ts 4.13-18) e ímpios avisados (Lc 13.1-5; Jo 3.36).

Este não é um estudo detalhado de um único livro de profecia do Velho ou do Novo Testamento. Todavia é um estudo das “últimas coisas” apresentadas tanto no livro de Apocalipse quanto em muitos outros livros da Bíblia. Não podemos conhecer o que Deus revelou sobre a escatologia se estudarmos um único livro desde que, como dizem, um em cada vinte e cinco versículos da Bíblia refere-se ao retorno de Cristo (Huckabee, pg. 73).

Esta apresentação não é exaustiva e portanto não responderá todas as perguntas que alguém possa ter sobre a cronologia e os acontecimentos deste vasto assunto. Todavia, espero que seja explicado suficientemente os fatos concernentes aos eventos e aos personagens envolvidos neste assunto para que o inquiridor sério possa manejar as Escrituras corretamente para resolver as suas dúvidas.

Este estudo da Palavra de Deus categorizará os assuntos associados da doutrina das últimas coisas, com um foco pré-tribulacionista e pré-milenário.

O Apocalipse é a revelação de Jesus Cristo (Ap 1.1). Cristo é o espírito da profecia (Ap 19.10). Portanto, seja sábio e abençoado, procure O Cristo revelado nesta profecia.

Na sua procura de fatos sobre escatologia, não são os fatos, mas a edificação, o crescimento na graça e o conhecimento de Jesus Cristo o alvo maior.

Os “Últimos Dias”, e o “Último Dia”

A Sua Marca: “escarnecedores andando segundo as suas próprias concupiscências”.

Não pode ser negado que estamos na era dos “últimos dias”, uma era que começou há uns dois mil anos. Desde pouco antes do ministério publico de Cristo, e continuamente pelos dias de hoje, a marca dos “últimos dias” está evidente. Essa marca é a existência de muitos escarnecedores andando segundo as suas próprias concupiscências (II Pe 3.3).

Podemos identificar em nossos tempos que tais escarnecedores estão desprezando a verdade de uma só fé, ou seja, a salvação única e completamente através de Jesus e este escárnio é difundido pelo pentecostalismo, o catolicismo, o protestantismo, e o adventismo. Os falsos desprezam a verdade da existência de um só batismo, ou seja, pela água e pela autoridade de uma igreja neotestamentária, e este desprezo pelos que promovem o ecumenismo. Os escarnecedores desprezam também a verdade de um só Senhor, e este escárnio é difundido pelas filosofias atuais em todas as suas formas de humanismo (pragmatismo, auto-estima, etc.).

Os “Últimos Dias” segundo os escritores da Bíblia

Alguns dos Seus Acontecimentos

Os profetas do Velho Testamento e os escritores do Novo Testamento falaram dos últimos dias como vários acontecimentos incluindo o tempo da primeira vinda de Jesus à terra (Hb 1.1), o derramamento do Espírito Santo (Jl 2.28-32; At 2.16-21); a inclusão dos gentios na salvação (At 13.39-49; Is 42.1-6; 60.3-5), e o milênio (Mq 4.1-7; Ez 38.16).

O Começo e O Fim Destes “Últimos Dias”

Podemos afirmar que o ministério de João o Batista começou, ou como diz a Bíblia “principiou” essa era com a pregação “Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus.” (Mt 3.2; Mc 1.1-4). Jesus, depois do Seu batismo, pregou a mesma mensagem de João o Batista: “Desde então começou Jesus a pregar, e a dizer: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus.” (Mt 4.17). O escritor da epístola aos Hebreus se identificou com os “últimos dias” (Hb 1.1,2), como também o apóstolo Paulo (II Tm 3.1-5,13), o apóstolo Pedro (I Pe 1.20), Tiago (Tg 5.1-8), Judas (Jd 18-19), e o amado apóstolo João (I Jo 2.18). Se estes do primeiro século identificaram-se com os “últimos dias”, foi por serem parte desta época.

O fim destes “últimos dias” será marcado por vários acontecimentos. Não terá um “último dia” com somente um acontecimento. Os “últimos dias” apontam a uma época. Alguns destes acontecimentos que acontecerão nesta época serão: a primeira ressurreição, a dos justos (Jo 6.39-40, 44, 54; 11.24); o milênio, aquela era do futuro quando Jesus Cristo receberá de Deus a terra para Seu governo e reinado (Pink e Peak, pg. 10; compara Jo 6.40), e o tempo do julgamento dos ímpios no grande trono branco (Jo 12.48).

Portanto, podemos afirmar que nós somos posicionados entre o começo destes “últimos dias” no tempo de João o Batista e uns dois mil anos mais perto do fim destes “últimos dias” que finalmente culminará no tempo do milênio e nos eventos logo depois.

Aplicação para Os Nossos Dias

II Pe 3.13-18, “Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça. 14 Por isso, amados, aguardando estas coisas, procurai que dele sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz. 15 E tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada; 16 Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição. 17 Vós, portanto, amados, sabendo isto de antemão, guardai-vos de que, pelo engano dos homens abomináveis, sejais juntamente arrebatados, e descaiais da vossa firmeza; 18 Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém.”

Sendo que estamos na época do fim dos “últimos dias” convém que estejamos prontos para encontrar o nosso Criador e Juiz, Jesus Cristo (Rm 13.13,14). Sejam Salvos! Sejam Santos!

Convém deixar todo o embaraço (impedimentos) e o pecado que tão de perto nos rodeia e olhar para a Nossa Redenção, pois a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé (Rm 13.11,12). Persevere!

Convém pregar a Palavra de Deus ativamente pois o tempo de proclamar o Evangelho é agora e pode brevemente ser terminado. Seja povo de oração! Sejam evangelistas!

Hoje temos oportunidades que os nossos antepassados não gozavam tais como: o radio, a imprensa, o telefone, a internet, transporte fácil e rápido .... seja sábio!

Temos mais conhecimento da verdade da Palavra de Deus do que antes. Sejamos ativos e comunicativos!

Pode ser logo que o Noivo venha. Convém que sua noiva esteja pronta. Verifique o seu Óleo (Mt 25.1-13)! Vigiai!

Devemos ser os mais amorosos, obedientes, prestativos, santos e perseverantes do que qualquer Cristão de outras épocas passadas. Estamos mais pertos do fim e do encontro com o Salvador do que todos antes de nós. Não sejam indiferentes, mas zelosos!

 

Autor: Pastor Calvin
Fonte: www.PalavraPrudente.com.br
Edição gramatical: Edson Basilio 11/2008 e 05/2009