Cap 30 - Escatologia

O Reino de Deus no Futuro - VIII - O Milênio - III

Lição 30

O Reino de Deus no Futuro - VIII

O Milênio - III

Leitura: Salmo 47

Versículos para Memorizar: I Pe. 4.13 “Mas alegrai-vos no fato de serdes participantes das aflições de Cristo, para que também na revelação da sua glória vos regozijeis e alegreis.”

O Milênio e a Igreja – A Bíblia não revela muito sobre a atividade da igreja no milênio. A razão por termos pouco é por que os profetas, mesmo falando muito sobre o milênio, não enxergaram a época da igreja nem a dos gentios.

Sabemos que quando Cristo volta à terra com os Seus para estabelecer o Seu reino milenar, as bodas do Cordeiro serão consumadas (Ap. 19.5-9). A Sua Esposa, a mulher do Cordeiro, é a grande cidade, a santa Jerusalém e todos que a ocupam (Ap. 21.9-27). Sabemos também que todos os santos são ajuntados no céu para servir, adorar e reinar com o Senhor para todo o sempre (Ap. 5.9-10; 20.6). Essa é a assembléia universal mencionada em Hebreus 12.22-24, algo que alguns teólogos identificam como: “Igreja da Glória”.

Por séculos na terra antes do milênio os integrantes das igrejas neotestamentárias foram alvos de desdém, crueldade, e martírio. No milênio os Seus santos, ou seja, “todos os que crêem” gozarão a presença e glória de Cristo (Jo. 14.1-3, “para que onde Eu estiver estejais vós também”; II Ts. 1.7-10). O milênio será uma oportunidade para os salvos servir e reinar com o Seu Senhor e Salvador sem impedimento nenhum para todo o sempre (II Tm. 2.12; Ap. 2.26-27; 5.9-10; 20.6; 21.3, 7). No milênio os salvos conhecerão apenas glória. Não terão mais perseguição. Onde você estará naquele dia?

Não é necessário ser membro de uma Igreja Batista na terra para entrar no Reino de Deus celestial. Para ser justificado pela Sua graça é essencial a “lavagem da regeneração” qual é a obra de Deus pela Palavra de Deus, “e da renovação do Espírito Santo”, ou seja, Deus opera pelo Espírito (Tt. 3.5). Se não nasceu de novo é impossível ver ou entrar neste Reino de Deus (Jo. 3.3-8). Se desejar ter a manifestação da regeneração na sua vida arrependei-vos e creia pela fé no Evangelho de Jesus Cristo (At. 20.21; 26.20). Porém, se deseja ter o galardão de fidelidade pela obediência é necessário ser membro fiel de uma Igreja neotestamentária (I Tm. 3.13, “adquirirão para si uma boa posição”; II Tm. 4.1-8, “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda.”, vs. 7-8; I Co. 3.12-15; Mt. 18.18-20; At. 20.28, “Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue.”).

O Milênio e Israel – Inverso da situação com a igreja, temos muito na bíblia para orientar-nos sobre Israel durante o milênio. Este assunto é largo mas não complicado. É largo pois começa seiscentos anos antes de Abraão (Dt 32.8, “Quando o Altíssimo distribuía as heranças às nações, quando dividia os filhos de Adão uns dos outros, estabeleceu os termos dos povos, conforme o número dos filhos de Israel.”). Na Sua mente, nos dias em que os filhos de Noé foram habitar o mundo depois do dilúvio, Ele estabeleceu os termos do povo que ocuparia a terra que seria para Israel. A história literal de Israel começa com a escolha de Abraão em Genesis 12 e se completa com o Rei Jesus assentando no Trono de Davi na Nova Jerusalém (Lc. 1.32; Ap. 20.4; 21.5). Não é complicado, pois é tratado com detalhes na Profecia, nos Salmos, e pelo Novo Testamento. Fatos temos de sobra.

A terra que foi prometida à descendência de Abraão (Gn. 12.7; 13.14-17; 15.17-21) faz parte da aliança eterna entre Deus e o Teu povo, os judeus. Até agora Israel nunca habitou com autoridade nessa terra. Portanto, essa aliança nunca foi cumprida completamente. No milênio Israel terá essa terra (Ez. 47 e 48; Mt. 19.28).

Israel foi escolhida pela graça de Deus (Dt 7.7-9), está sendo preservada em graça apesar das sua cegueira e rejeição de seu Messias e será restaurada pela graça no milênio (Zc. 12.9-10). Será durante a Tribulação que Deus salvará a nação de Israel (Ap. 7.4-8; 14.1-3) e durante o milênio a profecia da aliança eterna será cumprida (Is 59.20-21; 60.1-21; 62.2-4). Neste tempo abençoado Israel será uma benção a “todas as famílias da terra” (Gn. 12.3). A graça soberana, a fidelidade, e a glória de Deus serão manifestadas pelo cumprimento glorioso das promessas de Deus para com a nação de Israel (Zc. 12.9-14; Ez. 34.11-15; Jr. 31.31-40).

Jerusalém será a metrópole do mundo todo (Mq. 4.1-2). Com as mudanças topográficas que acontecerão logo no começo do milênio (Zc. 14.1-11), Jerusalém será exaltada sobre todas as cidades (Is 60,1-21; veja capítulos Is. 61-66).

No milênio os propósitos eternos de Deus para com Israel serão realizados. Todos naquele tempo perceberão a razão pela qual Deus separou para Si Abraão e os seus descendentes. No milênio Israel será uma lição da graça de Deus a todas as nações (Gn. 12.3; Is 60.1-3). No milênio será manifestada a fidelidade de Jeová pelo cumprimento literal das múltiplas promessas feitas aos patriarcas e profetas. Não terá mais noite em Israel. Através da exaltação dos que clamaram pela morte de Cristo, a superabundante graça de Deus é testemunhada.

Você é como Israel que foi infiel ao seu Criador e merece perdição eterna? Você necessita desta graça? Reconhece a culpa dos seus muitos pecados? A graça superabundante ainda não acabou (Rm. 5.20). A mensagem da Bíblia é: Arrependei-vos e creia pela fé em Cristo Jesus. Por Cristo vêm as boas novas aos mansos; a restauração espiritual aos contritos de coração, liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos. Somente pelo Ungido vem o ano aceitável do SENHOR e a consolação de todos os tristes. Exclusivamente por Jesus os tristes terão glória em vez de cinza, óleo de gozo em vez de tristeza; vestes de louvor em vez de espírito angustiado; a fim de que se chamem árvores de justiça, plantações do SENHOR, para que Ele seja glorificado (Is 61.1-3). Assim sua noite também tornará em dia eterno, e sua vida será uma testemunha aos outros desta maravilhosa graça.

As lições da graça de Deus para com Israel que o milênio manifestará, são pregações fortes e animadoras para todos os pecadores hoje. Essa lição declara claramente que Deus pela Sua graça salvará ainda hoje todo pecador que se arrependa e creia pela fé em Cristo Jesus.

 

Autor: Pastor Calvin
Fonte: www.PalavraPrudente.com.br
Edição gramatical: Edson Basilo 1/2009