Cap 46 - Métodos - Ofertas de Missões

Como Posso Incentivar a Igreja a Contribuir para Missões?

Nenhum desses métodos é mais Bíblico do que outro. São métodos para incentivar uma maior participação espiritual em oração e, conforme o seu crescimento na fé, maior contribuição financeira para os missionários.

Mesmo que os métodos não estejam explicados em detalhes nas Escrituras sabemos que o assunto de “Missões” é Bíblico. O nosso Deus é missionário. A ideia do Evangelho, ou seja, uma substituição do culpado pelo Inocente nasceu com Ele! Deus preparou um corpo para Seu Filho (Hb. 10.5). Do Pai veio a eleição e tudo que agradará a Sua justiça pelo sacrifício do Seu Filho (II Tm. 1.9). Não existiriam “Missões” se não fosse pela misericórdia e a graça de Deus Pai. O nosso Salvador Jesus Cristo foi um missionário, pois Ele, em missão, veio de longe para salvar os que o Pai lhe deu (Jo. 3.16; Lc. 19.10). A nossa igreja foi comissionada a fim de ser missionária (Mt. 28.18-20; Mc. 16.15; Lc. 24.46-47; Jo. 20.21; At. 1.8).

Também sabemos, sem a menor dúvida que ofertas específicas para a obra das missões são Bíblicas: II Co. 1.11, “Ajudando-nos também vós com orações por nós, para que pela mercê, que por muitas pessoas nos foi feita, por muitas também sejam dadas graças a nosso respeito.”; II Co. 8.4, “Pedindo-nos com muitos rogos que aceitássemos a graça e a comunicação deste serviço, que se fazia para com os santos.”; Fp. 2.25, “Julguei, contudo, necessário mandar-vos Epafrodito, meu irmão e cooperador, e companheiro nos combates, e vosso enviado para prover às minhas necessidades.”; Fp. 4.10-19, v. 15, “E bem sabeis também, ó filipenses, que, no princípio do evangelho, quando parti da Macedónia, nenhuma igreja comunicou comigo com respeito a dar e a receber, senão vós somente; ... ”, v. 16, “Porque também uma e outra vez me mandastes o necessário a Tessalônica.”, v. 18, “Mas bastante tenho recebido, e tenho abundância. Cheio estou, depois que recebi ... o que da vossa parte me foi enviado, como cheiro de suavidade e sacrifício agradável e aprazível a Deus.”; Hb. 13.16, “E não vos esqueçais da beneficência e comunicação, porque com tais sacrifícios Deus se agrada.” Existem vários métodos entre os quais eu lhe indico:

Crescendo na Fé

O Propósito: Como os irmãos confiam no Senhor de cuidar de vocês enquanto dão o dízimo, assim é necessário confiar mais no Senhor para cuidar de vocês, mais ainda quando se promete dar mais para as missões.

A Prática: Cada membro determina uma quantia para dar a cada mês além do dízimo. Esse tanto é para ser dado para missões e depois é necessário confiar que Deus suprirá as suas necessidades.

O Incentivo: Todo ano, num mês especifico, cada membro da igreja é incentivado a crescer na fé aumentando a sua participação nas ofertas para missões. Este incentivo pode ser dado num mês designado “missões”. II Co. 9.2, “Porque bem sei a prontidão do vosso ânimo, da qual me glorio de vós para com os macedónios; que a Acaia está pronta desde o ano passado; e o vosso zelo tem estimulado muitos.”

Pela Porcentagem

O Propósito: Como nossa contribuição para manter a igreja e o homem de Deus dela é baseada em porcentagem, também as ofertas para missões podem ser dadas conforme uma porcentagem.

A Prática: A igreja determina uma porcentagem da soma de todas as entradas que será destinada aos projetos de missões. Essa porcentagem pode começar com 10% ou 15%.

O Incentivo: Cada ano a igreja deve rever a porcentagem e orar juntos para saber se poderia aumentar a porcentagem. A porcentagem que começa com 10% pode crescer para 12% ou para 15%, etc. II Co. 8.2, “Como em muita prova de tribulação houve abundância do seu gozo, e como a sua profunda pobreza abundou em riquezas da sua generosidade”.

Contribuindo À Vontade

O Propósito: Os irmãos, conforme o propósito particular, podem contribuir espontaneamente quando quiserem.

A Prática: A igreja fornece envelopes especiais para as ofertas missionárias. Os irmãos, quando querem contribuir para missões, podem usar esses envelopes. Assim o tesoureiro percebe as quantias extras para serem depositadas em conta específica para missões.

O Incentivo: A igreja precisa ser incentivada para fazer missões relembrando constantemente todos da necessidade sempre presente que pede a participação de cada membro no evangelismo em geral. II Co 8.5, “E não somente fizeram como nós esperávamos, mas a si mesmos se deram primeiramente ao Senhor, e depois a nós, pela vontade de Deus.”

Um Dia Designado

O Propósito: Designar um dia por mês, ou por ano, ou por semestre para coletar ofertas para missões: pode ser o primeiro domingo do mês ou o último domingo do mês.

A Prática: Os irmãos ficam alertados para separarem uma oferta especial para missões para aquele dia.

O Incentivo: A igreja precisa ser preparada para lembrar-se dessa oportunidade maior com mensagens, com temas para missões. Os projetos missionários podem ser postos diante do povo com cartazes, fotos e cartas dos missionários. Hb. 13.16, “E não vos esqueçais da beneficência e comunicação, porque com tais sacrifícios Deus se agrada.”

O Seu Dinheiro Representa A Sua Vida

O dinheiro representa diferentes coisas para diversas pessoas. Nem todas estas representações convêm. Uma coisa é certa e é isso: O dinheiro representa a sua vida. Pense bem nisso: Pelo mês do seu trabalho, pelas horas contratadas, você recebe um salário. Tanto o seu tempo quanto o serviço feito estão no passado. Os esforços mentais e físicos despendidos já estão no passado. Não há como voltar no tempo para reviver esse bloco de tempo gasto nem se podem resgatar esses esforços empregados. Goste-se ou não, um mês da sua vida foi entregue pouco a pouco, hora por hora, cada dia, para seu patrão. O seu patrão tem o serviço que você fez e você tem o salário contratado. Não há como voltar no tempo e viver novamente o que já viveu.

Todavia, o salário recebido no fim do mês representa aquela vida pela qual você trocou por ele. Aquela quantia na sua mão representa todo o seu esforço, estudo e pensamento que foram necessários para satisfazer o seu patrão. Aquele mês da sua vida está naquela quantia recebida como salário. Você trocou um pelo outro. O dinheiro do seu salário mensal representa aquilo da sua vida gasta durante aquele mês de serviço. Além da experiência, nada mais restou daquele tempo e esforço empregados a não ser o salário recebido. Aquele dinheiro representa a sua vida.

Agora, em verdade, onde você gasta o salário é onde você está entregando a sua vida. Lembre-se que pela sua vida vivida um mês, o salário foi dado em troca. Foi neste sentido que Paulo, o missionário, depois de receber repetidas vezes das ofertas missionárias da igreja em Filipos, falou-lhes, “Todavia fizestes bem em tomar parte na minha aflição.”, Fp. 4.14.

É uma pena que algo tão precioso quanto a vida tem que ser dada para pagar contas das coisas temporárias como transporte, habitação, etc., mas é normal e parte da vida. Mais glorioso é esse: Quando você investe aquilo que representa a sua vida nas coisas eternas, pelas ofertas na sua igreja, você está participando naqueles projetos eternos também com a sua vida. Por quê? Porque o seu dinheiro representa a sua vida.

Dando ofertas missionárias você entrega-se a si mesmo na obra de Deus ao redor do mundo! É animador que a nossa vida tão limitada pode ser usada para o bem das almas agora em trevas! Participamos na obra maior de Deus quando entregamos na igreja aquilo que é passageiro. É surpreendente poder usar valores contábeis para ser um apoio aos que estão enfrentando perigos espirituais! Sem dúvida nenhuma, pela entrega de parte do seu ganho mensal você está dando não somente a sua vida na obra atual de missões, mas está sendo um cooperador junto com os obreiros lá no campo. Está usando o que recebeu pelo seu esforço do passado para entrar na obra agora e ainda mais, está crescendo na fé para fazer mais no futuro.

 

Autor: Pastor Calvin Gardner
Fonte: www.PalavraPrudente.com.br