cap 21 - SERMÃO V2

A PROSPERIDADE DA ALMA

Introdução

"O PRESBÍTERO ao amado Gaio, a quem em verdade eu amo. Amado, desejo que te vá bem em todas as coisas, e que tenhas saúde, assim como bem vai a tua alma. Porque muito me alegrei quando os irmãos vieram, e testificaram da tua verdade, como tu andas na verdade. Não tenho maior gozo do que este, o de ouvir que os meus filhos andam na verdade. Amado, procedes fielmente em tudo o que fazes para com os irmãos, e para com os estranhos, que em presença da igreja testificaram do teu amor; aos quais, se conduzires como é digno para com Deus, bem farás; porque pelo seu nome saíram, nada tomando dos gentios. Portanto, aos que sejamos cooperadores da verdade. Tenho escrito à igreja; mas Diótrefes, que procura ter entre eles o primado, não nos recebe. Por isso, se eu for, trarei à memória as obras que ele faz, proferindo contra nós palavras maliciosas; e, não contente com isto, não recebe os irmãos, e impede os que querem recebê-los, e os lança fora da igreja. Amado, não sigas o mal, mas o bem. Quem faz o mal não tem visto Deus. Todos dão testemunho de Demétrio, até a mesma verdade; e também nós testemunhamos; e vós bem sabeis que o nosso testemunho é verdadeiro. Tinha muito que escrever, mas não quero escrever-te com tinta e pena. Espero, porém, ver-te brevemente, e falaremos de face a face. Paz seja contigo. Os amigos te saúdam. Saúda os amigos pelo seu nome". Terceira Epístola de João.

Nesta epístola, somos apresentados a um crente especial. Gaio é chamado amado. A graça o tornou inclinado às coisas do Espírito Santo e caridade. Ele era amado por todos os crentes; João em particular. E o apóstolo nem hesita em lhe dizer isso. O Apóstolo João amava Gaio na verdade. Estas palavras expressam a natureza, a base e a esfera do amor de João por Gaio. Ele se sentia unido ao outro na vida nova. Havia entre os dois uma experiência em comum, Jesus Cristo. Possuíam um Salvador e uma Bíblia em comum. Estavam ligados pelos laços fortes da verdade divina. Não era um amor carnal. Nem por causa de negócios. "Amado, desejo que te vá bem em todas as coisas".

João reconheceu que toda bênção vem de um lugar mais alto que Gaio, vem de Deus. "Ele é o que te dá força para adquirires riquezas". Deuteronômio 8:18. É certo desejarmos uns aos outros prosperidade temporal e boa saúde. Mas a prosperidade da alma deve se tornar a medida para a outra prosperidade. Ninguém tem direito de pedir mais. Será que gostaríamos que alguém fizesse uma oração assim a nós?

SINAIS DA PROSPERIDADE DA ALMA

1. Deve-se possuir a verdade. Você a possui? "A palavra de Cristo habite em vós abundantemente". Colossenses 3:16. A Palavra nos enriquece. É um convidado que paga. "Compra a verdade, e não a vendas". Provérbios 23:23. A verdade estava em Gaio.

2. Temos que andar na verdade. Este é outro sinal de uma alma próspera. Não é bastante conhecer a verdade, temos que deixar que ela regule nossa vida. Não é bastante sermos ouvintes da palavra; devemos ser praticantes. "Tornai-vos, pois praticantes da palavra e não somente ouvintes". Tiago 1:22. "Quanto a ti, ó filho do homem, os filhos do teu povo falam de ti junto às paredes e nas portas das casas; e fala um com o outro, cada um a seu irmão, dizendo: Vinde, peço-vos, e ouvi qual seja a palavra que procede do Senhor. E ele vem a ti, como o povo costumava vir, e se assentam diante de ti, como meu povo, e ouvem as tuas palavras, mas não as põem por obra; pois lisonjeiam com a sua boca, mas o seu coração segue a sua avareza. E eis que tu és para eles como uma canção de amores, de quem tem voz suave, e que bem tange; porque ouvem as tuas palavras, mas não as põem por obra". Ezequiel 33:30-32. Gaio andava na verdade. Ele era um praticante da Palavra.

3. Outro sinal da prosperidade da alma é a fidelidade. "Para com os irmãos, e para com os estranhos". 3 João 5. A idéia é que eles eram irmãos, mas ao mesmo tempo estranhos a Gaio. Eram irmãos numa expedição missionária por regiões além de onde Gaio vivia. Enquanto a caminho, visitaram a igreja da qual Gaio era membro, levando uma carta que João escrevera à mesma. A igreja, através da influência de Diótrefes, se recusou a receber a carta e os irmãos. Mas Gaio os levava para casa, cuidava deles e os despedia, a fim de prosseguirem viagem de evangelismo. Gaio era crente hospitaleiro. A hospitalidade está se tornando uma virtude cristã muito rara.

4. Outro sinal da prosperidade da alma é um espírito missionário. "Portanto, aos tais devemos receber, para que sejamos cooperadores da verdade". 3 João 8. Aquele que sustenta um missionário do Evangelho também é missionário. Tanto o que vai quanto o que envia são um na obra da Grande Comissão. Foi o amor ao Evangelho que fez Gaio ser tão bom para com os missionários. Ele fez o que fez como se fosse a Cristo, e foi chamado "cooperador da verdade".

CONCLUSÃO

A prosperidade da alma não consiste em se ter um lugar de proeminência na igreja, como Diótrefes. A prosperidade da alma não consiste em bons sentimentos. É ter a verdade; é andar na verdade; e é apoiar a verdade.

 

Autor: C. D. Cole
Fonte: www.PalavraPrudente.com.br