O Evangelho de João

Capítulo 5

Capítulo 5

Tema: Milagre e mensagem

Neste capítulo como em vários outros no Evangelho de João, temos um milagre (5:1-16) e uma mensagem baseada no milagre (5:17-47)

I. O MILAGRE - Salvação é pela graça - 5:1-16

Este sinal completa os três milagres que mostram COMO uma pessoa está salva. O primeiro (água feita vinho) mostra que a salvação é PELA PALAVRA DE DEUS: O segundo (a cura do filho de um régulo) mostra a salvação PELA FÉ. Este terceiro milagre mostra a salvação é PELA GRAÇA.

Aqui achamos um homem miserável. Por razão dos seus pecados antigos (vs.14) ele já havia sofrido 38 anos. Em redor dele achamos outros pessoas miseráveis e todos mostram o estado do pecador incrédulo: impotente (sem força, Romanos. 5:6), cegos, aleijados, (Ef. 2:1-3), e paralítico - todos esperando mas sem esperança (Ef. 2:12). A salvação ficou bem perto mas ninguém tinha poder para entrar sozinho. O pecador de hoje em dia sabe que existe salvação mas ele não sabe como acha-la nem tem força para salvar a si mesmo.

Agora veja a graça de Deus em operação. “Betesda” significa “casa de graça” e pela menos um homem entrou nesta casa. O que significa “graça”? Significa ajuda divina aos que não a merecem.. Jesus escolheu um homem só da multidão para curar e ele não o mereceu mais que os outros. Foi simplesmente uma escolha soberana de Deus.

Aqui achamos um retrato falado da salvação. Devemos ficar muito humilde por saber que estamos escolhidos “em Cristo” e isso sem as nossas obras (Ef. 1:4).

5:21 diz: “O Filho vivifica aqueles que quer.” Não podemos explicar a graça de Deus (Romanos. 9:14-16) mas a única maneira de salvação no mundo é pela graça de Deus (Ef. 2:8-10 ; Romanos. 11:32-36).

Note também: Há 5 alpendres (varandas) e 5 na Bíblia é o número da graça , o tanque ficou próximo a porta das ovelhas que significa sacrifício. A graça de Deus depende do sacrifício de Cristo, o Cordeiro de Deus. Cristo curou o homem no sábado, que mostra que a lei do Velho Testamento não fez parte na salvação do homem.

O homem aceitou Cristo como SALVADOR e como MESTRE, pois obedeceu a Cristo apesar da oposição dos líderes religiosos. Cristo quer nos salvar e também quer dirigir e orientar as nossas vidas. Logo depois de ser salvo e curado, o homem entrou no templo (vs. 14) para louvar o Senhor, que é uma prova da salvação (Atos 3:1-9). Ele foi e pregou aos judeus, que é outro sinal da salvação (vs. 15).

Neste milagre achamos o princípio da oposição a Cristo. Este conflito piorou em cap. 7-12 e finalmente terminou na crucificação de Cristo.

II. A MENSAGEM - Cristo igual ao Pai - 5:17-47

1. Cristo igual ao Pai em três pontos (5:17-23). Os judeus acusaram Cristo de quebrar a lei de Deus. Cristo mostra que Ele é igual ao Pai em três pontos importantes.

a. Igual ao Pai nas suas obras (vs.17-21). O trabalho de Deus de buscar e salvar os pecadores perdidos começou com aqueda de Adão e Eva e continua até hoje. O trabalho do Filho é igual ao Pai (vs. 19) e é o Pai que dá este trabalho ao Seu Filho.

b. Igual ao Pai no Seu juízo (vs. 22). Deus deu todo o juízo ao Seu Filho. Isso faz Jesus igual ao Pai porque só Deus pode julgar o homem nos seus pecados. (Também veja vs. 27)

c. Igual na sua honra (vs. 23). Pessoas que ignoram Cristo mas dizem que adoram o Pai são mentirosas e enganadas.

2. Três ressurreições (5:24-29)

a. A ressurreição dos pecadores mortos hoje em dia (vs. 24-27). É uma ressurreição espiritual (Ef. 2:1-3) e acontece quando o pecador ouve a Palavra e crê no Senhor Jesus. Nenhum homem tem poder para dar vida a outro homem. Cristo tem a “vida” dentro de si e assim pode dá-la aos outros.

b. A ressurreição da vida (5:28-29a). É a ressurreição futura dos crentes (I Tess. 4:13-18, I Cor. 15:51-58). A Bíblia não ensina uma ressurreição GERAL, assim como não ensina um juízo GERAL. Esta ressurreição da vida é igual á primeira ressurreição de Apoc. 20:6.

c. A ressurreição da condenação (5:29b). Achamos esta ressurreição também em Apoc. 20:11-15, e acontece antes que Deus faz os novos céus e a nova terra. Todos que tem rejeitado Cristo serão julgados, não para entrar ou não entrar no céu, mas apara determinar, pelas suas obras más, o quanto eles vão sofrer no inferno. O inferno está chamado a segunda morte e nenhum crente está em perigo de cair lá.

3. Três testemunhas a divindade de Cristo (5:30-47)

a. João o Batista (vs. 30-35). O povo ouviu o João mas o rejeitou e também a sua mensagem. Leia de novo 1:15-34 e veja como João exalta e levantou Jesus diante dos homens . (Também 3:27-36)

b. As obras de Cristo (vs. 36). Até o Nicodemos Admitiu que os milagres de Cristo provaram que Ele veio de Deus (3:2)

c. O Pai na palavra de Deus (vs. 37-47). As escrituras do Velho Testamento são o testemunho do Pai ao Seu Filho. Os judeus leram as Escrituras mas os seus olhos foram cegos (vs. 39). Moisés escreveu de Cristo (vs. 45) e vai acusar os judeus no juízo por não aceitar a sua mensagem.

Os judeus não creram na palavra (vs. 38), eles não vieram a Deus (vs. 42), eles não receberam Jesus (vs. 43), eles buscaram honra dos homens e não de Deus (vs. 44), e eles não creram na Palavra (vs. 47). (É a segunda denúncia neste trecho; veja vs. 38)

 

Autor: Pr Eduardo Kittle
Digitalização: Daniela Cristina Caetano Pereira dos Santos - Março 2002
Fonte: www.palavraprudente.com.br