Cap 6 - PRINCIPAIS EVENTOS BÍBLICOS DO VELHO TESTAMENTO

LIÇÃO 6

Os Seis Dias e o Sétimo

Gênesis 1:31 - 2:3; Êxodo 20:8-11

Versículo para memorização: Êxodo 20:11

"E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã, o dia sexto".

Deixe-me, primeiro, chamar atenção para o uso permutável das palavras "criado" e "feito" em Gênesis, 1 e 2. Muitos fazem uma grande discussão sobre o fato de "criar" e "fazer" ou "criado" e "feito" serem palavras com raízes diferentes. Deste modo, reivindicam que a criação dos céus e da terra (Gênesis 1:1) e a formação do sol, da lua e das estrelas, em Gênesis 1:16, são dois atos de tipos diferentes. Sobre essa opinião, construíram todos os tipos de conclusões incorretas. Se Gênesis 1:1 e Gênesis 1:16 indicam atos de naturezas diferentes, assim também acontece com Gênesis 1:26, 1:27 e inúmeros outros versículos. Essas palavras, embora com raízes diferentes no hebraico e no inglês, significam o mesmo em ambas as línguas e devem ser consideradas permutáveis.

Agora, observemos o sexto e o sétimo dias. Em Êxodo 20:9-10, Deus disse a Israel que fizessem todo o seu trabalho em seis dias e descansassem no sétimo. Ninguém tem a menor dúvida de que isso significa dias com 24 horas, mas muitos pensam que os dias da criação eram dias que duravam mil anos. Certamente não têm nenhuma idéia da Bíblia. II Pedro 3:8, de modo não concebível, ensina tal coisa. E qualquer um que pensa que Êxodo 20:9-10 está falando de um tipo de dia e o versículo seguinte, sem nenhuma explicação, fala de outro tipo de dia, está acusando a Bíblia de obscuridade deliberada, se não de loucura. O termo maneja bem a palavra em II Timóteo 2:15 significa (pela definição da palavra grega) "cortar uma linha reta ou explicar corretamente", não segmentar a Bíblia em pequenos pedaços agradáveis, que não significam nada.

Outra área de entendimento que esses versos deveriam produzir concerne à "teoria do gap ou brecha". Eu me refiro aqui à idéia de que a criação em Gênesis 1:1 inclui céus originais, terra e seres angelicais. A "teoria do gap" defende que isso foi seguido por um "tempo vazio" (gap) indeterminável entre os versículos um e dois, afirma um julgamento e um re-preenchimento da terra. Em minha opinião, a Escritura considerada abertamente faz essa idéia absolutamente proibida.

Êxodo 20:11 diz: "em seis dias fez o Senhor os céus e a terra, o mar e tudo que neles há". Esse versículo coloca a criação do céu e da terra dentro de seis dias. Gênesis 1:31 e Gênesis 2:1 nos conduzirão para exatamente a mesma conclusão. Observe que Gênesis 2:1 diz: "os céus, a terra e todo o seu exército".

O sétimo dia (descanso) foi uma cessação de todo o trabalho da parte de Deus, proclamando a perfeição e a completude daquilo que Ele fez nos seis dias.

PERGUNTAS - LIÇÃO 6

1. Quantos dias foram gastos na criação?
2. O que Deus fez no sétimo dia?
3. Deus ordenou a Adão que descansasse no sétimo dia?
4. Deus ordenou a Noé que fizesse o mesmo?
5. Quando e para quem Deus deu essa ordem?
6. A Bíblia indica que tudo foi criado dentro de seis dias?
7. A Bíblia indica que esses dias duravam mais do que 24 horas?
8. A Bíblia indica a duração deles?
9. Qual Escritura é utilizada com freqüência para defender os dias de 1000 anos?
10. Você pode explicar por que isso está incorreto?
11. A Bíblia diz que Deus criou o homem?
12. A Bíblia diz que Deus fez o homem?
13. A Bíblia diz que Deus criou o céu e a terra?
14. A Bíblia diz que Deus fez o céu e a terra?
15 Isso é uma contradição? Se não, por quê?
16. Deus criou os exércitos do céu dentro do período de seis dias?
17. A Bíblia coloca claramente a criação de Gênesis 1:1 dentro do período de seis dias?
18. Deus comparou os dias de trabalho e de descanso de Israel aos seus?
19. O descanso de Deus significa que Ele se recompôs do cansaço?
20. Deus ficou satisfeito com sua criação?

 

Autor: Pr Forrest Keener
Tradução: Albano Dalla Pria 2003
Revisão: Daniel Aaron Gardner e Calvin Gardner, 2004
Fonte: www.PalavraPrudente.com.br