COMENTÁRIO SOBRE O LIVRO DE APOCALIPSE

POR GERALD S. SMITH

CAPÍTULO 20

Versículo 1 – “E VI descer do céu um anjo, que tinha a chave do abismo, e uma grande cadeia na sua mão”. Quem é este anjo não é dito e não faz diferença, ele é aquele enviado por Deus para fazer um trabalho. O poço do abismo de onde veio os temíveis gafanhotos sob a quinta trombeta, agora será aberto para permitir que Satanás seja jogado dentro e trancado. Que tipo de cadeia é esta não sabemos, mas é capaz de prender Satanás. Anjos caídos são prendidos por cadeias. Judas 6. Sabemos uma coisa é com certeza, Deus é capaz de fazer grilhões que nenhuma criatura possa quebrar.

Versículo 2 – “Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos”. A Satanás, desde sua queda dos céus, tem sido dada uma grande quantidade de liberdade. Ele fez os primeiros pais pecarem contra Deus e assim introduziu o pecado na raça humana. Ele tem sido “o deus deste mundo” desde então. Durante a Grande Tribulação ele terá grande liberdade e não será restringido pelo Espírito Santo, portanto ele é capaz de executar seu reino de terror. Mas, no final da Tribulação ele é pego tão facilmente como um homem poderia pegar uma boneca de pano e é jogado no poço do abismo. Lá ele permanece por mil anos.

Versículo 3 – “E lançou-o no abismo, e ali o encerrou, e pôs selo sobre ele, para que não mais engane as nações, até que os mil anos se acabem. E depois importa que seja solto por um pouco de tempo”. Satanás será preso (trancado) no abismo, restringido por cadeias por 1000 anos. Este é o tempo que o Senhor Jesus estará governando a terra. O Diabo não poderá enganar as pessoas durante o reino do Senhor, então existe paz na terra; sem roubo, sem assassinatos, sem guerra, sem violência de nenhum tipo, mesmo o reino animal estará em paz. “E depois importa que seja solto por um pouco de tempo”. - Depois de mil anos de cativeiro o Diabo será libertado por um pouco de tempo; quanto tempo não é dito, mas o tempo provavelmente não será mais do que poucas semanas ou meses, no máximo. Imediatamente depois de ser libertado ele começa seu trabalho de enganar novamente.

Versículo 4 – “E vi tronos; e assentaram-se sobre eles, e foi-lhes dado o poder de julgar”; Quem são os juízes sobre estes tronos não é mencionado aqui. Jesus disse aos apóstolos em Mateus 19:28 que eles julgarão as doze tribos de Israel. Paulo disse em I Corintios 6.2 que os santos julgarão o mundo. Em qualquer caso, quem quer que se sinta lá julgará o mundo e o julgamento será à condenação eterna. “e vi as almas daqueles que foram degolados pelo testemunho de Jesus, e pela palavra de Deus, e que não adoraram a besta, nem a sua imagem, e não receberam o sinal em suas testas nem em suas mãos; e viveram, e reinaram com Cristo durante mil anos”. Durante o reino do anticristo parecerá a coisa mais fácil se juntar a ele. Muitos milhões serão enganados por ele e tomarão o que eles acham que é o caminho mais fácil, mas eles verão muito tarde que eles pegaram o caminho mais difícil. Quando eles vêem aqueles que se recusaram a adorar a besta reinando com Cristo nos céus, enquanto que eles passam a eternidade no inferno, eles todos dirão em um único acorde: “Teria sido muito mais fácil e muito melhor seguir o Senhor Jesus”! E da mesma forma será com todos os que vão para o inferno. Eles pensam que o caminho do pecado e do prazer luxuriante é o melhor em suas vidas, mas eles terão a eternidade para se arrepender de seu tolo engano. E que tal você? Você está seguindo Satanás para a destruição ou está seguindo a Cristo para a vida eterna?! Depois dos sete anos do período da Grande Tribulação, Cristo reinará sobre a terra com os redimidos por mil anos. Este será um tempo de paz na terra porque o Príncipe da Paz estará reinando. Não existirão guerras, todos os instrumentos de guerra serão transformados em implementos agrícolas. Isaías 2:4. Mesmo o reino animal estará em paz. Isaías 11:6-9. Isaías 65:25. Este será um tempo de grande prosperidade e felicidade. Mas, o povo na terra em seus corpos naturais ainda estarão perdidos e finalmente serão destruídos.

Versículo 5 – “Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se acabaram. Esta é a primeira ressurreição”. Todos aqueles que são salvos estarão na primeira ressurreição. Esta ressurreição é completada no final da grande tribulação. A primeira ressurreição é constituída por, pelo menos, três fases. Em I Coríntios 15:20 lemos que a ressurreição de Cristo como sendo os primeiros frutos e então aqueles que são ressuscitados com na Sua vinda. Então temos primeiro a ressurreição de Cristo, seguindo a ressurreição do final desta era. I Tessalonicenses 4:16 e então a ressurreição dos santos da Tribulação. Todos estes estão na primeira ressurreição, a qual é a ressurreição “para a vida eterna” (Daniel 12:2), é a ressurreição dos justos, Lucas 14:13,14, “a ressurreição para a vida”, João 5:29. Esta ressurreição é do corpo, não é da alma como alguns querem que creiamos. Todos os que crêem em Cristo terão um corpo glorificado exatamente como o Senhor Jesus. A próxima fase desta ressurreição será quando Jesus virá nos ares, I Tessalonicense 4:13-18. Neste tempo todos os mortos em Cristo serão ressuscitados e todos os crentes vivos serão transformados.

Versículo 6 – “Bem-aventurado e santo aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre estes não tem poder a segunda morte; mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele mil anos”. Realmente é uma coisa grande e maravilhosa ser filho de Deus. O Diabo não pode tocar um destes assim como não pode feri-los. Cada crente tem a promessa de Deus que um dia ele estará em sua presença num corpo glorificado. A segunda morte é queimar para sempre no lago de fogo para aqueles que rejeitaram Cristo como o Salvador. Apocalipse 20:14. Ó que diferença! Aqueles sem Cristo sofrem para sempre no inferno, mas aqueles que crêem e confiam nEle governarão e reinarão sobre a terra por mil anos com Ele e então, quando a terra é destruída eles vivem para sempre na glória de Sua presença.

Versículo 7 – “E, acabando-se os mil anos, Satanás será solto da sua prisão”, Enquanto os santos de Deus estão governando a terra por 1000 anos. O Diabo tem sido amarrado e trancado no abismo. Depois dos mil anos passarem ele será libertado novamente por um pouco de tempo.

Versículo 8 – “E sairá a enganar as nações que estão sobre os quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, cujo número é como a areia do mar, para as ajuntar em batalha”. Aqui realmente está uma coisa estranha. Depois de mil anos de governo perfeito e de grande prosperidade alguém pensaria que o mundo nunca mais quereria ouvir o Diabo novamente, mas ele os engana e eles caem em seu comando novamente. Isto prova que o homem é totalmente depravado; ele não tem vida espiritual ou inclinação para as coisas do Espírito. Ele está morto em ofensas e pecados. A única razão que o mundo segue o Senhor durante os mil anos é porque Satanás está preso e eles percebem que o reino de Cristo é bom. Quando Satanás é libertado ele engana o povo e o leva a pensar que ele pode fazer mais do que Cristo tem feito e então começam a segui-lo. Um bom ambiente ou uma boa sociedade não pode mudar os corações maus dos homens. O único meio que os corações podem ser mudados é por uma mudança feita por Deus. Deus faz isso quando a pessoa crê no evangelho de Cristo. O número daqueles que vão à batalha é além da imaginação. Durante o reino de mil anos de Cristo haverá a maior expansão da população mundial. Não haverá doentes ou doenças como nós conhecemos agora, então aqueles que são nascidos vivem e crescem para ter seus próprios filhos. Não haverá obstáculos econômicos porque a terra produzirá seus frutos abundantemente. Portanto, no final deste período talvez existam muitos bilhões de pessoas na terra.

Versículo 9 – “E subiram sobre a largura da terra, e cercaram o arraial dos santos e a cidade amada”; Como eu vejo, todas as pessoas na terra em seus corpos naturais serão pessoas perdidas e todos os povos de Deus terão corpos glorificados. Novamente dizemos que é uma coisa estranha que Satanás possa fazer as pessoas querer lutar contra o Senhor, muito menos do que possa fazê-las crer que podem vencer. Isto, porém, parece ser o caso, ou então não lutariam? Isto realmente será uma visão terrível quando a terra inteira ao redor de Jerusalém está coberta com as tropas do Diabo tentando destruir o Senhor Jesus e seu povo. “e de Deus desceu fogo, do céu, e os devorou”. Não é permitido a Satanás e seu grande exército atirar o primeiro tiro nesta batalha. Antes que eles possam fazer guerra novamente o Senhor manda descer fogo dos céus e destrói o mundo. Imagine tal cena - um exército tão vasto que não pode ser contado é literalmente queimado vivo na medida em que o fogo cai dos céus. Tudo sobre a terra é destruído, não é deixada uma coisa viva, nem existe qualquer obra do homem que não seja queimada.

Versículo 10 – “E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde está a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre”. Então finda a carreira de Satanás, o que tem enganado multidões e as levado a segui-lo ao invés de seguir o Senhor. O Diabo que tem sido responsável por milhões e milhões irem ao inferno para sofrerem eternamente irá, ele mesmo, ser jogado no lago de fogo. Ele nunca mais será solto, mas irá para sempre sofrer os tormentos do inferno. Certamente aqueles que têm o poder de raciocinar podem ver a tolice de terem Satanás como um líder. Quem quer estar do lado do perdedor? Especialmente quem é arriscado demais! Não é uma vida mortal que está no perigo, é a alma imortal. Ninguém sabe quanto tempo vai estar vivo, Deus pode chamar a vida de um homem a qualquer tempo que Ele escolha. Quão tolo é arriscar outro dia sem Cristo!!!

Versículo 11 – “E vi um grande trono branco, e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiu a terra e o céu; e não se achou lugar para eles”. O tempo deste julgamento é no final dos mil anos do reino de Jesus Cristo. O juiz não é outro senão o Senhor Jesus, o próprio. Ele é aquele sentado no grande trono branco, que veio ao mundo para salvar pecadores. Ele é aquele de quem os apóstolos pregaram, aquele que comissionou sua igreja a pregar Seu evangelho. Ele é aquele que prometeu salvar todos os que vierem a Ele. Mas como nós O vemos agora, Ele não é mais Salvador, ele é o Juiz de toda a terra. Que cena terrível é essa. Todos os ímpios têm que encará-lO sem a salvação dos seus pecados. Desejar o quanto que quiser um lugar para se esconder, mas eles não podem escapar. O dia inevitável chegou. Julgamento!! Que palavra horrível para aqueles que estão sozinhos perante o Juiz. Que pensamento terrível ser condenado frente ao Juiz, culpado, sem defesa, sem advogado, somente esperando o terrível veredicto. Que lugar horrível para se estar!

Versículo 12 – “E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante de Deus”, Todos aqueles que morrem sem Cristo têm que comparecer a este horrível julgamento, mesmo aqueles cujos corpos que acabaram de ser queimados quando a chuva de fogo de Deus caiu dos céus sobre eles. Ninguém pode escapar deste julgamento. Riqueza, poder político, alta posição social, nada pode resgatar o pecador do trono do julgamento. “e abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida”. Deus mantém os livros e não há engano neles. O registro está lá. “E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras”. Cada obra má que cada pecador perdido tem cometido está escrito nos livros. Eles não podem negar o registro, nem podem se desculpar por não saberem, porque a lei de Deus que está escrita nos seus corações, (Romanos 2:15), está para enfrentá-los. A Bíblia, a Palavra escrita de Deus, estará lá para condená-los. O livro da vida, com todos os nomes dos redimidos é aberto e eles vêem que seus nomes não estão lá. Os ímpios incrédulos não são julgados injustamente, mas a partir do verdadeiro e exato registro de suas obras, feitas enquanto estavam em seus corpos. Não existem acusações inventadas, nem acusações falsas, as coisas escritas nos livros são as coisas que eles fizeram. Eles não podem negá-las. Eles são julgados de acordo com suas obras. Nada pode ser mais justo do que isso. É melhor o pecador perdido parar e pensar porque cada minuto de cada dia ele está escrevendo seu próprio livro e todas aquelas coisas serão lidas contra ele um dia.

Versículo 13 – “E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras”. Os corpos dos ímpios serão ressurretos e reunidos com as almas perdidas. As palavras usadas aqui “o mar, a morte e o inferno” mostram a completude e inteireza desta ressurreição. Todos serão ressuscitados e levados a julgamento, os sepultados nas profundezas do mar desde o tempo do dilúvio, ou sepultados sob montanhas da terra, todo o domínio dos ímpios mortos será perturbado na medida em que os corpos saem fora para estar no julgamento para receber a condenação final.

Versículo 14 – “E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte”. Cada alma perdida é julgada e então lançada no lago de fogo. A segunda morte é a separação eterna de Deus nas profundezas do lago de fogo. Apesar de todos os perdidos estarem no lago de fogo, nem todos sofrerão da mesma forma. Isto talvez não seja fácil de entender, mas sabemos que é verdade. Porque haver um julgamento dos perdidos se todos eles receberão o mesmo julgamento? Jesus disse a algumas das cidades ímpias no seu tempo que haveria menos rigor para Sodoma e Gomorra no dia do julgamento do que para eles. Mateus 10:15, Mateus 11:21-24. Em outra ocasião Ele disse que alguns seriam castigados com poucos açoites e alguns com muitos. Lucas 12:42-48. Estas passagens claramente ensinam que existirão diferentes graus de sofrimento no inferno. Podemos entender que isto é o único meio justo. Certamente não seria certo para um homem que foi um assassino, ladrão e adúltero ter a mesma punição que um adolescente que negligenciou em confiar em Cristo. A questão pode surgir: como poder existir diferentes punições se todos estão no mesmo lago de fogo? Sobre isto podemos somente dizer que Deus é certamente capaz de calcular isto. Talvez seja que alguns são dados maior capacidade de sofrimento como vemos em vida hoje em dia. Um gato ou um cachorro é capaz de sofrer mais do que um besouro ou uma mosca por causa do sistema nervoso mais complexo, ou uma pessoal normal é capaz de sofrer maior angústia mental do que um idiota ou imbecil. Haverá uma diferença na punição por qualquer meio que Deus faça isso.

Versículo 15 – “E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo”. Os nomes escritos no livro da vida ficaram lá antes da fundação do mundo. Apocalipse 17:8. Deus escolheu alguns para a salvação antes dEle fazer o mundo. Efésios 1:3-5. Aqueles que Ele escolheu salvar, Ele salvará. Romanos 8:29-30. Todos os outros perdidos Ele deixou fazer exatamente o que eles querem fazer. Eles vivem vidas em rebelião e desobediência contra Deus. Eles, de boa vontade, rejeitam Cristo quando Ele é pregado a eles. Eles querem ter o seu próprio caminho e eles o têm. Eles não se preocupam com as coisas eternas e então eles dão atenção às coisas da terra. Estes que ouvem a verdade a rejeitam e em vês disso crêem na mentira. São lançados no inferno por suas próprias faltas, eles não têm alguém para culpar mais do que a si próprios. Deus não tem obrigação de salvar ninguém. Aqueles que Ele escolheu estariam iguais a todo o restante se ele não os tivesse convertido. A salvação é pela graça de Deus. Ele não deve a ninguém a salvação. Ninguém precisa se preocupar se Deus salvá-lo ou não; qualquer que queira ser salvo pelo caminho de Deus pode ser. A diferença entre ir aos céus ou ao inferno quanto ao homem é se confiar ou não em Cristo como o Salvador.

 

Autor: Pr Gerald S Smith
Tradução: David A Zuhars Jr.
Fonte: www.palavraprudente.com.br