Cap 4 - Um Guia de Estudo para o Livro de Gênesis

Gênesis 1:26-31

Introdução

No sexto dia Deus criou o homem. A importância da criação do homem no plano de Deus é indicada de diversas maneiras.

I. O Auge da Semana da Criação.

O homem foi criado por ultimo por várias razões:

A. O homem foi o ponto mais alto e o principal propósito da criação.

B. Porque tudo foi criado para o benefício do homem. Deus terminou a habitação do homem antes de cria-lo, para que Adão já fosse colocado em um ambiente perfeito [vers. 28-30].

C. Alguns sugerem que o homem foi criado por ultimo, a fim de que todos soubessem que ele nem aconselhou, e nem ajudou a Deus na obra da criação [Jó 38:1-4].

Ao declarar que o homem foi o auge da criação, nós não pretendemos exaltar o homem, criando assim orgulho. Entretanto, há duas coisas que deveriam ser lembradas: Primeiro, nós precisamos recordar que somente a humanidade foi criada á imagem de Deus. Segundo, não podemos esquecer que na criação do homem, Deus já sabia que Adão cairia em pecado, assim como, já havia planejado a redenção através de seu Filho Jesus Cristo. Quando lembramos que Cristo tomou a forma de homem para morrer pelos pecadores, vemos a importância da criação do homem. Isto não é motivo de orgulho, antes de gratidão e adoração [Salmo 8:3-9].

Nota: A criação dos anjos não é mencionada em Gênesis, mas nós sabemos que eles são seres criados [Ezequiel 28:14-15].

II. O Homem à Imagem de Deus.

Somente o homem foi criado à imagem de Deus. A importância disto é enfatizada quando Deus, na primeira vez na semana da criação, deliberou isto consigo mesmo [vers. 26]. O pronome no plural [vers. 26] novamente indica a Tri-unidade de Deus.

Nós deveríamos questionar a nós mesmos o que significa a expressão "imagem de Deus?" Alguns têm sugerido que isto se refere à fala, inteligência, capacidade de domínio e a alma imortal.

Enquanto estas coisas podem ser incluídas no conceito, o ponto principal, entretanto, é a original natureza santa do homem. O ser humano foi criado com um amor à Deus e à sua bondade.

Esta imagem foi corrompida e principalmente perdida na queda de Adão [Romanos 5:12]. Através de Jesus Cristo esta imagem é restaurada no Novo Nascimento [Colossenses 3:10; Efésios 4:24]. Sem dúvida nenhuma a imagem será realmente mais clara na ressurreição, quando nós seremos completamente redimidos por Cristo [Romanos 8:29; I João 3:2].

III. Os Sexos - versículo 27.

Vamos discutir este assunto no capítulo dois, portanto não iremos entrar em detalhes agora, mas, tenha em mente que macho e fêmea foram ambos feitos à imagem Deus.

IV. O Domínio do Homem - versículos 26 e 28.

Deus não deu apenas ao homem a ordem para povoar a terra, mas também para domina-la. Toda a natureza foi criado para uso do homem. Neste mandamento vemos o mandato para toda a verdadeira ciência. Todo avanço na agricultura, criação de animais, transporte, energia, química, medicina e outros campos é incluído neste termo.

A idéia de o homem estar no comando refuta os modernos ambientalistas, que vêem o homem como um intruso no mundo. Enquanto é uma tolice abusar da generosidade da terra, o seu uso legítimo é um privilégio que Deus deu ao homem.

Em Hebreus 2:6-8 nós temos uma citação do Salmo 8, que expõe o plano de Deus para que o homem exercesse domínio, como originalmente declarado em Gênesis cap. 1 e 2. Entretanto, na ultima parte de Hebreus 2:8 nós vemos que o homem falhou por causa do pecado. A ciência tem andado a passos largos, mas por causa da maldição [Gênesis 3:17-18], uma grande parte da natureza está fora do controle do homem. Fomes, secas, tempestades, animais cruéis, pragas, plantas e insetos perigosos, e ainda doenças e envelhecimento amaldiçoam a terra. A ciência está limitada as suas habilidades. A morte é o destino final de tudo.

Louvado seja Deus que Hebreus 2:9 nos traz gloriosas boas novas! Embora nós não podemos ver tudo que está sob o domínio do homem [Hebreus 2:8b], nós vemos Jesus [Hebreus 2:9]. Vindo em forma de homem, Ele dominará naquilo que o homem falhou em alcançar. Não somente a maldição da natureza será interrompida [Isaías 11:6-9], mas tudo estará sob o Seu controle [Efésios 1:20-22; I Coríntios 15:25]. Jesus Cristo, o ultimo Adão [I Coríntios 15:45], será bem sucedido onde o ultimo Adão falhou.

V. A Provisão de Deus Para o Homem - versículos 29-30.

Como Deus é bom! Tudo o que o homem precisava foi lhe concedido em abundância. Não somente as coisas necessárias, mas também variedade e beleza foram doadas. Mesmo hoje nós devemos ver a natureza como a provisão divina para nós. Sem dúvida, a maldição do pecado reduziu grandemente a variedade e tranqüilidade do cultivo e da colheita, entretanto, nós ainda vivemos em um mundo de abundantes capacidades. Mesmo as plantas híbridas e animais que o homem desenvolve, são somente viáveis porque Deus colocou aquelas possibilidades na composição genética das plantas e animais.

VI. A Satisfação de Deus.

A cada uma das partes da sua obra, Deus disse que "era bom" [vers. 12, 18 e outros]. Entretanto ao terminar o universo Ele disse que tudo era muito bom [Gên. 1:31]. Deus teve grande prazer na sua criação. Que universo maravilhoso em que nós vivemos! Que sabedoria e poder são manifestadas no seu desenho [Salmos 19:1-4]! Que variedade, beleza, bondade e harmonia são manifestadas. O homem era santo e a criação era maravilhosa. Que habitação tinha o homem antes da entrada do pecado.

 

Autor: Pastor Ron Crisp
Tradução: Pastor Eduardo Alves Cadete 2001
Revisão : Joy Ellaina Gardner 2001
Verificação: Pastor Calvin Gardner 2002
Fonte: www.palavraprudente.com.br