Cap 7 - Os Anjos (caídos) de Deus

A Derrota de Satanás e o Triunfo de Cristo

Thomas Montgomery

Apocalipse 12: 1-17 e 5: 1-14 – A Derrota de satanás e o Triunfo de Cristo. Uma forma condensada do livro de Apocalipse.

Um sinal no céu – nos mostra que o conteúdo é simbólico. Há aqui três quadros simbólicos, que representam coisas reais.

1 E viu-se um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça. 2 E estava grávida, e com dores de parto, e gritava com ânsias de dar à luz.

1- A Mulher - Esta mulher representa a nação de Israel (esposa de Jeová). Não é a igreja, pois ela não gerou a Cristo, também não é Maria, pois as coisas que são relatadas aqui não ocorreram com ela, são futuras, ela não fugiu para o deserto por três anos e meio nem foi tragada por um dilúvio de águas. Os judeus não estarão pregando o evangelho, mas os judeus ímpios serão mortos, enquanto um remanescente (144mil) será protegido e escondido por Deus.

2- O Filho - Quando nasce o seu filho (cap. 12 v.5, cap. 5), ele é arrebatado, sendo destinado a reger o mundo. Jesus Cristo!

3- O Dragão – (v.3, 9) um imitador de Deus, que caiu juntamente com um terço dos anjos. Satanás e sua tentativa de destruir a Cristo desde o seu nascimento (Antecipação e Oposição). Verso 15, ele tentará matar os judeus, mas não conseguirá, então sairá com grande ira a perseguir o remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo, ou seja, sua igreja.

A partir do verso 7 até ao 11 vemos a vitória de Cristo. Satanás perde toda a sua base legal de acusar os filhos de Deus (Romanos 8, Lucas 10: 18). Cristo compareceu ao céu e apresentou as evidências físicas de sua interseção pelos pecadores.

A grande ira do diabo (v.12 ao 17) por ser legalmente vencido, então passa a impedir e atrapalhar o trabalho dos salvos (evangelismo). Cristo, pela morte, venceu satanás, pagando o preço requerido pela justiça de Deus.

Há séculos que Israel estava esperando um Libertador, o seu Messias, que sem nenhuma dúvida é o Senhor Jesus Cristo. Jesus foi prometido desde o dia que Adão e Eva caíram em desgraça, trazendo a toda humanidade a pior doença do universo, que é o pecado. Jesus é a semente da mulher no capítulo três de Gênesis.

“E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar” (Gênesis 3:15).

Durante séculos esta promessa foi repetida pelos antigos profetas. Também os sacrifícios de animais indicavam que um dia o Messias seria sacrificado para pagar o pecado do homem.

Jesus nasceu neste mundo através desta mulher, ou seja, através da nação de Israel. Israel é esta mulher do capítulo 12 de Apocalipse.

João continuou olhando em sua visão, e eis que ele contemplou um grande dragão vermelho. Este dragão tinha sete cabeças e dez chifres. Sobre as suas cabeças sete diademas, ou coroas.

É importante saber que diadema significa coroa. Coroa é o símbolo de poder e autoridade do rei. Então, o dragão mencionado neste capítulo, terá autoridade e muito poder quando estiver reinando aqui na terra.

Este dragão é o Diabo que vai governar o mundo mediante o Anticristo. É bom lembrar também, que dragão com sete cabeças não existe, nunca existiu, e nunca existirá. É somente uma lenda inventada pelos homens. Na mitologia antiga, o dragão era a fera mais temível que existia na imaginação dos homens.

Deus usa este bicho imaginário para demonstrar o quão terrível é o Diabo. O Diabo é feio em seu caráter. Ele é maligno e perverso em sua natureza depravada.

No versículo quatro temos um pequeno relato do que aconteceu com Lúcifer, provavelmente antes da criação do homem e dos animais. Diz que o dragão levou após si a terça parte das estrelas do céu, e lançou-as sobre a terra. Este acontecimento se deu na rebelião que houve no céu em tempos remotos, muito antes que o homem fosse criado. Estrelas referidas no versículo quatro são os anjos que se uniram ao Lúcifer ou Satanás para lutar contra Deus. Estes anjos caídos de sua posição original, em outras partes da Bíblia, são chamados de demônios ou espíritos imundos.

O apóstolo Pedro diz que o Diabo é o nosso adversário, e que ele anda bramando como leão em torno de nós para nos tragar, I Pedro 5:8. Ele e uma grande parte dos anjos caídos têm a terra como seu principal alvo de ataque contra a principal e mais nobre criação de Deus, que é o homem. No livro de Jó Satanás disse a Deus que estava passeando e rodeando a terra, Jó 1:7 e 2:2.

Este dragão estava esperando que a mulher desse à luz ao filho, para que pudesse matá-lo. Satanás sabia de toda a profecia divina. Ele conhecia o plano de Deus. Porém, ele era contra o divino plano do Todo-Poderoso, pois neste plano, além da salvação do homem, estava incluída a destruição do Diabo e de todo o seu reino. Por isso, tão logo Jesus nasceu, o Diabo tentou acabar com o Messias, por meio de Herodes. Veja Mateus 2:16.

No versículo cinco temos a informação de que a mulher deu à luz a um filho homem que há de reger todas as nações com vara de ferro. Este mesmo filho foi arrebatado para Deus e seu trono.

Não há a menor dúvida de que este filho é o Senhor Jesus Cristo. Ele vai reinar sobre todas as nações da terra quando voltar a este mundo. Temos esta confirmação em várias passagens da Bíblia. Jeremias 23:5; Lucas 1:33. Foi o mesmo Jesus que retornou ao céu, junto ao Pai, e está assentado em seu trono. Veja Hebreus 12:2.

No versículo seis diz que a mulher, ou seja, Israel fugiu para o deserto para que fosse alimentada durante mil duzentos e sessenta dias. Estes dias significam três anos e meio. Então Israel será protegida por Deus durante estes três anos e meio.

Vimos que a mulher descrita no capítulo doze é a própria nação de Israel. Ela estava grávida e sofria para dar à luz um filho homem, Apocalipse 12:2.

Também João viu um dragão vermelho que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre a cabeça dez diademas, ou seja, coroas. Quem usa coroa tem autoridade e poder. Então este dragão estava revestido de poder e autoridade, Apocalipse 12:3.

Notamos que este dragão é o próprio arquiinimigo de Deus, Satanás ou o Diabo, que desde os tempos remotos tem lutado para ser o senhor do universo. Este adversário de Deus conseguiu penetrar sorrateiramente no jardim do Éden, onde se encontrava a obra prima-prima de Deus, o homem e sua esposa, e ludibriou o casou, roubando assim o domínio deste planeta. Veja o que Satanás disse a Jesus Cristo em Lucas 4:6.

Entendemos que Satanás trouxe uma terça parte das estrelas do céu. Estrelas referidas aqui quer dizer anjos. Então 33% das criaturas angélicas foram lançadas na terra com a queda de Lúcifer. Lúcifer é o nome original de Satanás antes da sua queda.

Vimos que a mulher deu à luz um filho homem que há de reger todas as nações, versículo 5. Este filho é Jesus Cristo. Pois Jesus foi arrebatado para Deus e seu trono quando foi morto pelos nossos pecados.

No final dos tempos vai haver uma perseguição implacável da parte de Satanás contra a mulher. Esta mulher que é a nação judaica vai ser protegida por três anos e meio. Mil duzentos e sessenta dias são os mesmos três anos e meio, versículo 6.

João viu uma guerra travada no céu. O dragão e a terça parte das estrelas, ou seja, anjos que seguiram Satanás em sua rebelião contra Deus, batalhavam contra o arcanjo Miguel e seus anjos, versículo 7.

No versículo oito é dito que o dragão e seus anjos foram definitivamente expulsos dos céus. Note que a palavra céu está no plural. É bem provável que Lúcifer era responsável por uma imensa região do universo.

A queda do dragão foi estrondosa. Ele foi expulso juntamente com todos os anjos que lhe seguiram, versículo 9. Jesus disse que a queda de Satanás do céu foi como um raio, Lucas 10:18.

João ouviu uma grande voz no céu, sem dúvida alguma de muitas criaturas angélicas, proclamando a vitória cabal de Cristo contra o poder satânico. Será o fim de Satanás e de todas as suas hostes malignas! Finalmente o reino eterno de Deus será estabelecido para todo o sempre, e as forças do mal serão extintas, versículo 10.

Uma retrospectiva da história é feita a partir do versículo 12. Expulso do céu, Satanás ficou furioso quando caiu na terra. O primeiro ataque desferido por Satanás na terra foi no jardim do Éden. Sua fúria não se desfez quando derrubou Adão e Eva. Ele continuou desferindo os seus golpes devastadores contra a humanidade. Ele está furioso principalmente contra os que servem a Deus. Adão e Eva não foram as suas únicas vítimas, mas os demais homens também foram atacados por este terrível agente do mal.

1. Depois de Adão e Eva, Caim foi manipulado pelo Diabo para odiar e matar Abel, Gênesis 4:8; I João 3:12.

2. Em seguida, sua vítima foi contra Lameque, Gênesis 4:23-23.

3. Nos dias de Noé, uma geração inteira foi atacada pelo inimigo, causando grande desgosto a Deus, o que levou a consumir os habitantes da terra através do dilúvio, Gênesis 6:1-13.

4. Tão logo terminou o dilúvio, o próprio Noé foi usado pelo adversário, quando ficou completamente nu em sua tenda, provocando um grave erro em Cão, seu filho menor, quando com deleite contemplou sua nudez, Gênesis 9:20-25.

5. Abraão e Sara foram enganados quando não creram nas promessas de Deus, de que seriam pais na velhice. Sara entregou a Abraão Agar, sua empregada, para que por meio dela, seu marido lhe pudesse dar um filho, Gênesis 16:1-4. Este procedimento de Sara causou muitos problemas para a família, Gênesis 16:4-9.

6. O inimigo continua fazendo suas vítimas nas gerações seguintes. Ele esteve no meio dos israelitas, quando estes ao sair do Egito, procuraram substituir Deus por um simples bezerro de ouro, Êxodo 32:4-20; Salmo 106:19.

7. Moisés não foi salvo do ataque do inimigo. Ele desobedeceu a Deus quando recebeu a ordenança para falar à rocha e bateu nela, Números 20:8-12; Deuteronômio 32:48-52.

8. Satanás provocou uma desastrosa derrota aos israelitas, quando por ocasião da tomada da famosa cidade de Jericó. Veja Josué 7:1-24 e Josué 22:20.

9. Nos dias dos Juízes, o maligno seduziu Sansão, usando a voluptuosa Dalila para lhe dar prazer, causando assim a sua própria morte, Juízes 16:4-31.

10. O rei Davi, a figura mais brilhante na história política de Israel, também sucumbiu diante da astúcia do Diabo, II Samuel 11:2-17; 12:9-12.

Falta espaço neste estudo para citar todas as atividades do inimigo, usando os mais brilhantes homens e mulheres para se vingar do Deus Todo-Poderoso. Salomão e muitos reis ao decorrer da história de Israel foram vítimas deste monstro do mal.

Porém, ele se sentiu frustrado quando tentou derrubar Jesus Cristo, o Filho do Deus altíssimo. Pela primeira vez ele não conseguiu consumar seu plano. Satanás tentou o Senhor Cristo no deserto, no pináculo do templo e no alto do monte, mas o Senhor Jesus resistiu todas as suas tentações. Veja Mateus 4:1-11; Lucas 4:1-13.

Jesus é o único que venceu as investidas deste anjo maquiavélico. Mas engana-se quem pensa que o Senhor Jesus sofreu estas tentações somente no início de seu ministério. Durante a vida terrena que Jesus viveu, ele foi tentado pelas forças malignas. Ele mesmo disse que seus discípulos tinham permanecido com ele em suas tentações, Lucas 22:28.

Também o autor da carta aos Hebreus disse que Jesus foi tentado em tudo, mas não caiu no pecados, Hebreus 4:15.

Por isso grande regozijo João viu no céu, pois a derrota de Satanás foi declarada pela vitória de Cristo ao morrer na cruz, Apocalipse 12:10.

Mas enquanto ele não for preso, a terra é advertida a se resguardar dos seus ataques, versículo 12. Ainda a mulher que é a nação de Israel será a sua principal vítima, versículo 13. Mas no final dos tempos, a mulher será milagrosamente protegida por um tempo, e tempos, e metade de um tempo (três anos e meio), fora do alcance de Satanás, versículo 14.

A serpente (Satanás) lançou da sua boca, atrás da mulher, água como um rio (Talvez um grande exército em seu encalço), para que pela corrente a fizesse arrebatar, versículo 15. Às vezes muitas águas simbolizam na Bíblia multidões de pessoas. Veja Isaías 8:7; Jeremias 46:7-8; Apocalipse 17:15.

Contudo, mais uma vez, Deus protegeu a nação de Israel, destruindo o exército que o dragão mandara perseguir Israel, versículo 16.

E vendo que não podia acabar com Israel, o dragão ficou furioso, e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo. Estes que guardam os mandamento de Deus, sem nenhuma dúvida é a Igreja de Jesus. A ela foi incumbida pregar o Evangelho a todas as nações. Veja Mateus 28:18-20.

A esta mesma Igreja Jesus disse que seria a sua testemunha a todos os povos da terra, Atos 1:8.

Apocalipse 5 – O dia em que Cristo ascendeu aos céus e se assentou a destra do trono de Deus.

Cristo abre o livro, o grande drama da redenção que culmina com o juízo final. Cristo é o único que pode abrir o livro e tudo gira em torno de sua obra redentora, derrotando satanás e resgatando os eleitos de Deus.

Cristo adorado e coroado rei do universo por todo universo pelos quatro seres, vinte quatro anciãos e pelos anjos.

Romanos 8: 37-39 Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.

 

Autor: Pr Thomas Montgomery
Fonte: www.PalavraPrudente.com.br
Tradução com permissão do Autor: Eduardo Alves Cadete 12 2010
Usado com permissão do autor: http://www.graciasalvadora.org/