O MARTIRIO DE UM CRISTÃO

Compilado por Marcelo de Oliveira Lima
Extraído do livro: No Contexto do Fim
De Samuel B. Barbosa
(Com algumas alterações)

Martírio encerra uma ação devastadora, muito em voga nos primeiros séculos de nossa era. Cristãos, aos milhares, foram martirizados nas arenas de César, ao fio da espada, nas fogueiras e cada falsos próprio dos inimigos de Deus. Na idade media, a pratica se alastrou por quase todos os países de então, quando poucos escaparam da morte atroz, em nome da religião. Felizmente tudo passou e o verdadeiro cristianismo triunfou na base da fidelidade até a morte dos impertérrito santos de Deus. Toda via, no limiar do século XXI, progressistas cristãos se unem no ideal maldito de acusar, envergonhar, rejeitar, martirizar um cristão que só fez abençoar o mundo da música sacra. Ainda não sabemos se este será o último, desde o calvário e até o arrebatamento. A verdade é que jamais poderia se esperar tanta veemência, tanto ódio contra o velho Cantor Cristão que, por mais de um século, tem se tornado alvo direto da fúria incontrolavél dos que odeiam a música de Deus. Gritando, pulando, batendo palmas, gingando e sambando ao som profano da musica gospel, todos rangem os dentes contra o velho Cristão, numa tentativa sem igual a fim de exterminá-lo do culto divino.

Por outro lado, mentes maldosas se incumbem de adulterar e profanar, com ritmos profanos, suas santas melodias, que tanto edificaram vidas com a mensagem dos céus. Enquanto silencioso o velhinho se contorce nas chamas impiedosas do seu martírio.

Algumas vozes se levantam contra tamanha “barbárie” comovidas com o tal processo de martírio doloroso. Pegaram os hinos do cantor cristão e transformaram suas melodias em Rap, marchas carnavalescas, rock, jazz etc... Em sua ânsia de extermínio miscigenam as consagradas letras do Cantor Cristão e misturam com tudo que se possa imaginar, de gatos a sapatos.

Quantos açoites dolorosos nas “COSTAS” deste Cristão que tanto tem abençoado o Brasil Batista, levando milhares aos pés de Cristo através de suas santas melodias!! Em face de devastadora ação martirizante, pergunte-se: que mal fez ele? A resposta é fria e direta:- não importa somos LIBERAIS e não gostamos de velhos. Quem gosta de velho é reumatismo. Portanto, à fogueira com este VELHO. Pensando assim esquecem-se de que os verdadeiros símbolos do cristianismo são coisas antigas. Quanto mais velho mais perto da cruz de Cristo. Quanto mais, “práfrentex” mais longe da cruz. A distancia do calvário tem sido a desgraça do cristianismo e a vitória do inferno.

É assim que estarrecido contemplamos o avanço da musica do diabo, incontrolável, em suas múltiplas formas de expressão, profanado o culto divino e martirizando o VELHO CRISTÃO. Enquanto suas abençoadas melodias compostas de letras celestes e partituras angelicais se ardem nas chamas da irreverência, do descaso, do desprezo, profanação e repúdio dos avançados, a moçada canta, pula, dança e rebola ao som esdrúxulo da musica profana própria do mundo sem DEUS.

Macular, profanar e misturar com ritmos populares a música sacra, concentrada nas paginas do velho cristão é “MARTIRIO DOLOROSO”. Isso porque a música popular é maligna em face de sua ligação com toda sorte de abominações pecaminosas.

Isso mostra que há uma operação maligna, agindo em toda parte no sentido de banir a música sacra de nossas igrejas. Todos sabem que é ao som das musicas do Cantor Cristão que o povo de Deus tem avançado em suas conquistas espirituais através dos séculos, fazendo o inimigo estremecer e bater em retirada. Foi assim nos dias de Martinho Lutero com o hino 323 CASTELO FORTE - e continua sendo até hoje. Demônios aos milhares são expulsos de infelizes escravos do pecado ao som deste hino e de outros do velho Cantor. Em face disto só nos resta lamentar a barulheira infernal na base de guitarras, pandeiros, marcaras, tambores e baterias a “la rock in roll” que não para de estuprar nossos ouvidos, sacudindo o corpo e deixando o coração vazio. A letra de certo conjunto gospel diz assim: “Se você está triste, pegue uma guitarra e cante um rock para Jesus”. Que deprimente, que horror!! Isso é uma afronta à dignidade de Jesus. Sem controle da situação, todos se calam, ninguem protesta e poucos se incomodam com tal aberração da música sacra.

Que DEUS tenha piedade de nos.